ARTILHEIRO

Vacilou, levou: um raio-x sobre os 30 gols de Pipico com a camisa do Santa Cruz

Com um alto poder de decisão, Pipico é a referência ofensiva do Santa Cruz desde meados de 2018

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 09/10/2020 às 11:49
Notícia

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
FARO Artilheiro Pipico voltou a marcar e abriu o caminho da vitória do Santa Cruz contra o Ferroviário. - FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Leitura:

Na última partida do Santa Cruz pela Série C, diante do Ferroviário, a Cobra Coral venceu o adversário por 3x1. E um dos gols da vitória dos pernambucanos foi marcado por ele: o centroavante Pipico. Com isso, o camisa 9 atingiu a marca de 30 tentos em 60 partidas com a camisa tricolor. O atacante ainda não ganhou títulos e nem conquistou o acesso, mas já está consolidado como um dos grandes nomes do Santa Cruz nos últimos anos. Uma referência técnica para a equipe e com um poder grande de decisão.

Pipico chegou no Santa Cruz para a disputa da Série C de 2018. Na época, em nove jogos com a camisa coral, marcou seis gols. No entanto, o Tricolor acabou perdendo a vaga na Série B do ano seguinte ao ser goleado pelo Operário-MT. Em 2019, disputando a temporada inteira no clube, os números foram ainda melhores: 16 gols em 30 jogos com a camisa coral, desempenho que fez o atacante terminar o ano com uma média de 0,53 gol por jogo. Nesse mesmo ano, inclusive, foi um dos artilheiros da Copa do Brasil com cinco gols.

Além disso, se consolidou como um carrasco do Náutico, uma das suas principais vítimas com a camisa do Santa Cruz. O ano de 2019 terminou em baixa para Pipico por conta de lesão, o que fez ele perder a reta final da fase de grupos da Série C. Sem o seu camisa 9 e principal jogador, o Tricolor foi eliminado de forma precoce na terceira divisão e, mais uma vez, não conseguiu o tão esperado acesso.

Para 2020, o objetivo de Pipico é um só: acesso para se consolidar como um dos ídolos do Santa Cruz. Até aqui, o atacante tem oito gols em 21 partidas. Um dos jogos mais marcantes do atacante em 2020 foi diante do Sport, na primeira partida depois de mais de quatro meses sem embates por conta da pandemia do novo coronavírus. Ele, que estava estreando diante do rival, marcou duas vezes na vitória coral - que jogou o Rubro-Negro para o quadrangular do rebaixamento.

No entanto, o atacante acabou sofrendo com lesão em alguns momentos e isso atrapalhou a sua sequência. Perdeu jogos importantes por conta disso, o que fez o Tricolor sentir - e muit0 - a sua falta. Porém, voltou na última rodada em grande estilo: marcando um dos gols da vitória do Santa Cruz contra o Ferroviário - e mostrando o seu poder de decisão.

Recuperado de lesão, Pipico quer seguir numa sequência positiva pelo Santa Cruz. Enquanto esteve em campo com a camisa coral, teve um saldo bem positivo, com um poder de fogo bem decisivo. Em forma, é a principal arma do Tricolor para conseguir o tão esperado acesso nesta temporada.

Números gerais de Pipico pelo Santa Cruz:

Jogos: 60

Gols: 30

Média: 0,5 gol por jogo

Número de vitórias: 26

Número de empates: 21

Número de derrotas: 13

Gols com a perna direita, com a esquerda e de cabeça

Gols coma perna direita: 23

Gols de cabeça: 5

Gols com a perna esquerda: 2

Gols que foram originados de bola parada: 7 convertendo penalidades e 1 gol de falta - todos esses marcados com a perna direita

Contra quem marcou

ABC, Remo, Globo, Confiança, Náutico, CSA, Moto Club, Sinop, Fluminense, Botafogo-PB, Ferroviário, Petrolina, Vitória das Tabocas, Salgueiro e Sport

Principais vítimas

ABC: 5 gols

Náutico: 4 gols

Confiança: 4 gols

Desempenho em clássicos:

5 jogos contra o Náutico e 4 gols marcados

1 jogo contra o Sport e 2 gols marcados

Desempenho em cada ano:

Série C 2018:

9 jogos e 6 gols

5 vitórias, 1 empate e 3 derrotas

Marcou contra: ABC (2X), Remo, Globo e Confiança (2x)

Detalhe dos gols em 2018: 3 de perna direita (1 de pênalti) e 3 de cabeça

Média de 0,67 gol por jogo

Campeonato Pernambucano 2019:

5 jogos e nenhum gol marcado

1 vitória, 2 empates e 2 derrotas

Copa do Nordeste 2019:

6 jogos e 4 gols marcados

2 vitórias, três empates e 1 derrota

Marcou contra: Náutico (2x), CSA e Moto Club

Copa do Brasil 2019:

6 jogos e 5 gols marcados

3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas

Marcou contra: Sinop, Náutico, ABC (2x) e Fluminense

Terminou como um dos artilheiros da competição

Série C 2019:

13 jogos e 7 gols marcados

4 vitórias, 6 empates e três derrotas

Marcou contra: Botafogo-PB, Confiança (2x), Globo (2x), ABC e Náutico

Detalhes dos gols de Pipico em 2019: 13 de perna direita (4 de pênalti e 1 de falta), 2 de perna esquerda e 1 de cabeça

Pipico terminou 2019 com 16 gols em 30 jogos, desempenho que rendeu ao atacante uma média de 0,53 gol por jogo

Campeonato Pernambucano 2020:

11 jogos e 6 gols marcados

7 vitórias e 4 empates

Marcou contra: Petrolina (2x), Salgueiro, Vitória das Tabocas e Sport (2x)

Copa do Nordeste 2020:

6 jogos e 1 gol marcado

2 vitórias, 2 empates e 2 derrotas

Marcou contra o Botafogo-PB

Copa do Brasil 2020:

1 jogo - que terminou empate - e nenhum gol

Série C 2020 (até aqui)

3 jogos e 1 gol marcado

2 vitórias e 1 empate

Marcou contra o Ferroviário

Detalhes dos gols em 2020: 7 gols com a perna direita (2 de pênalti) e 1 de cabeça

Média até aqui de 0,38 gol por jogo

* A reportagem utilizou o site de estatísticas OGOL como fonte de pesquisa

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias