TERCEIRONA

Santa Cruz é derrotado para o Manaus por 2x1 e perde invencibilidade de dez partidas

Os gols do confronto foram marcados por Hamilton (2), enquanto que Chiquinho descontou para a equipe coral - todos os gols foram no segundo tempo.

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 21/11/2020 às 20:58
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Santa Cruz perde por 2x1 para o Manaus e perde invencibilidade de dez partidas - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Após dez jogos de invencibilidade (oito vitórias e dois empates), o técnico Marcelo Martelotte perdeu a primeira partida à frente do Santa Cruz. Em partida abaixo da média, o Tricolor foi derrotado neste sábado (21) pelo Manaus por 2x1, em pleno estádio do Arruda, pela 16ª rodada da Série C. Os dois gols do time manauara foram marcados pelo atacante Hamilton, enquanto que Chiquinho descontou para a equipe coral - todos os gols foram no segundo tempo.

O Santa Cruz segue na liderança do Grupo A com 36 pontos, enquanto que o Manaus, com a vitória, chegou aos 23 pontos e entrou no G-4. O próximo compromisso da Cobra Coral será contra o Jacuipense, na segunda-feira (30), às 20h, no estádio Pituaçu, em Salvador, pela 17ª rodada da Terceirona. Veja os gols da partida, que teve a transmissão do canal por streaming Danz

O JOGO

Já classificado para a segunda fase da Terceirona e sem possibilidade de perder a liderança do Grupo A, o Santa Cruz entrou em campo sem a mesma responsabilidade das rodadas anteriores. Inclusive, o técnico Marcelo Martelotte, aproveitou a partida contra o Manaus para fazer a experiência de atuar com dois centroavantes (Pipico e Caio Mancha). Já o time manauara, precisando do resultado para se firmar no G-4, não quis ser ousado na casa do líder da chave e respeitou o tricolor nos primeiros minutos.

Sem a criatividade de Paulinho, Didira e Chiquinho, a equipe coral ficou muito burocrática em campo e não conseguia desenvolver as jogadas ofensivas, com os seus dois centroavantes isolados na frente sem ser municiados. Observando essa inoperância dos donos da casa, o Manaus, aos poucos, começou a se assanhar na partida e foi adiantando suas linhas mansamente. Aos 20, o gigante Hamilton (de 1,91 metro) recebeu bola na meia lua da grande área e chutou rasteiro, mas Maycon Cleiton defendeu. Dois minutos depois, o próprio Hamilton foi lançado na área, dominou a bola no peito e, na hora da finalização, foi bloqueado por Danny Morais.

Do lado de fora, Marcelo Martelotte não se continha na área técnica e se mostrava bastante irritado com a postura do Santa Cruz, por ter recuado demais e deixado o Manaus crescer na partida. O primeiro chute ao gol da Cobra Coral só saiu aos 34 minutos, com Lourenço acertando um chute colocado de fora da área e a bola saindo rente a trave esquerda do goleiro Gleibson.

A equipe tricolor só foi retomar às rédeas do jogo na reta final da primeira etapa e, em dois lances, quase abre o placar. Aos 42, Lourenço desceu pela direita e cruzou na segunda trave buscando Pipico, que subiu livre por trás de Edvan e cabeceou firme, mas Gleibson estava atento e espalmou. Dois minutos depois, Lourenço foi calçado a um passo da grande área. O próprio atacante foi para a batida e acabou sendo parado novamente pelo goleiro do time manauara.

Os donos da casa voltaram para a segunda etapa da mesma maneira como terminaram o primeiro tempo: pressionando. Com duas alterações no intervalo (entraram Paulinho e Jáderson), o Tricolor do Arruda retornou com mais posse de bola e, logo aos dois minutos, o volante Paulinho arriscou chute de longe e mandou para fora.

A resposta do Manaus não demorou a acontecer.Aos 11, Gabriel Davis fez bela jogada individual pelo lado direito, passou por dois marcadores, entrou na área e chutou cruzado... Maycon Cleiton espalmou para o lado, mas Hamilton acompanhou a jogada e só escorou a bola para as redes: 1x0.

O gol marcado deu confiança a equipe manauara, que não se contentou com o placar favorável e, ao invés de recuar as linhas, foi em busca do segundo tento. E achou. Aos 21, após Edvan cobrar escanteio... O zagueiro Luis Fernando disputou a bola no alto e, na sobra, Hamilton dominou, girou e chutou para ampliar: 2x0.

A reação do Santa Cruz foi tardia. Aos 38, o meia Chiquinho cobrou falta lateral com violência, a bola desviou no meio do caminho e enganou o goleiro Gleibson, que nada pode fazer para evitar o gol: 2x1. Veja a jornada esportiva do Escrete de Ouro no canal da Rádio Jornal no YouTube. 

Ficha do jogo

SANTA CRUZ

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Leonan; Bileu (Paulinho), André (Tinga) e Jeremias (Jáderson); Lourenço, Caio Mancha e Pipico. Técnico: Marcelo Martelotte.

MANAUS

Gleibson; Edvan, Luis Fernando, Patrick e Tsunami; Márcio Passos, Gilson (Rafael Carrilho), Hamilton e Janeudo; Philip (Matheuzinho) e Gabriel Davis. Técnico: Luizinho Lopes.

Local: estádio do Arruda, no Recife (PE).
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP).
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Herman Brumel Vani (ambos de SP).
Gols: Hamilton, aos 11 e aos 21, e Chiquinho, aos 38 do 2º tempo.
Cartões amarelos: William Alves, Perí e Lourenço (STA) e Gilson (MAN).

Comentários

Últimas notícias