CONFIANÇA

Toty elogia Ituano, mas crê em bom jogo do Santa Cruz para neutralizar o rival

O Santa Cruz realiza o seu primeiro jogo em 2021 no domingo (3), diante do Ituano, às 18h, no estádio do Arruda

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 31/12/2020 às 15:13
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
META Toty é um dos jogadores mais regulares do Santa Cruz e seu pensamento é conseguir logo a classificação - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O Santa Cruz realiza o seu primeiro jogo em 2021 no domingo (3), diante do Ituano, às 18h, no estádio do Arruda. O duelo, válido pela quarta rodada do quadrangular da Série C, é tratado como uma decisão. Destaque do Tricolor em 2020, o lateral-direito Toty fez elogios ao time paulista, mas está confiante que a Cobra Coral vai realizar um bom jogo para neutralizar o rival. Se vencer o Ituano, o Santa Cruz, que momentaneamente tem quatro pontos, chega aos sete, e, se o Vila Nova não vencer, a equipe torna-se líder do grupo. Ou seja, um simples triunfo pode dar a liderança para o Tricolor, o que seria mais um passo rumo ao acesso à Série B.

"Acho que eles vão vir com cautela, porque são três jogos que faltam e cada ponto é importante. Creio que mesmo eles tendo tropeçado no jogo passado na casa deles, não vão virão de todo jeito. É uma equipe muito experiente, que sabe jogar com a bola no pé, sabe se defender, se fechar, e não é a toa que nos últimos anos o Ituano vem disputando as últimas fases do Paulista, sempre mantendo uma base. Então creio que eles devem vir bem fechados, esperando a gente se expor, mas acredito que a gente vai conseguir neutralizar as principais peças deles e conseguir furar o bloqueio, que vai ser muito difícil, mas acredito que vamos conseguir", afirmou Toty.

FORÇAS PARA MARCELO MARTELOTTE E TINGA

Na última quarta-feira, duas notícias abalaram o Santa Cruz. A primeira foi a morte de Renata Guido, esposa do técnico Marcelo Martelotte, que lutava contra um câncer. A segunda foi a morte de Luiz Gonzaga de Araújo, pai do volante Tinga, e que tornou-se mais uma vítima fatal do novo coronavírus. Sobre esse momento difícil, o lateral-direito prestou solidariedade ao seu comandante e também ao companheiro de equipe. Além disso, afirmou que isso serve como um combustível a mais, onde o Tricolor vai entrar em campo com foco total e pensando tanto naqueles que estão perto, como quem está longe.

"O momento difícil te faz refletir sobre muita coisa. Até gosto de citar uma palavra que Salomão fala em Provérbios (um dos livros da bíblia cristã), que é melhor estar na casa de luto do que na casa de festas. Porque na casa de festas você não se preocupa com alguém, não se preocupa com o outro. Está todo mundo curtindo, festejando, e não sabe que a vida é um sopro. E no luto você reflete sobre a vida, que você não é melhor do que ninguém, que você depende do companheiro e precisa de ajuda. Mas no domingo é colocar tudo isso dentro de campo, assim como colocamos no jogo passado em São Paulo. Mais ainda, porque isso vai ser um combustível a mais, porque acredito que cada bola que a gente disputar, vamos pensar e sentir o mesmo que estão sentindo, mesmo longe, mas estarão no trabalho. E a equipe está focada para isso e vamos fazer uma bela partida no domingo e se Deus quiser conseguir a vitória", afirmou o lateral.

Ao ser questionado se teria homenagem caso marcasse um gol contra o Ituano, o lateral-direito preferiu não prometer, até por atuar mais distante do gol. No entanto, caso aconteça a oportunidade, afirmou que, sim, terá homenagem para Tinga e Marcelo Martelotte - e que se estende para a esposa do treinador e o pai do volante. "Não sou muito de prometer, porque prefiro que meus companheiros façam. Ajudo com um passe, o que meus companheiros acharem e eu defendendo ali para não tomar gol. Mas caso apareça uma oportunidade como nas outras vezes apareceram, vai ter homenagem, sim", finalizou.

Comentários

Últimas notícias