TRICOLOR DO ARRUDA

Martelotte diz que vitória sobre o Ituano deixa Santa Cruz em 'condição muito boa' e não descarta mudanças no time

Após viver dias difíceis com a perda da esposa, Renata Guido Martelotte, o técnico coral Marcelo Martelotte está de volta ao Santa Cruz para comandar o time no confronto decisivo contra o Ituano

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 02/01/2021 às 16:51
Notícia

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O treinador afirmou que considera difícil calcular quantos pontos seriam necessários para garantir o acesso do Tricolor do Arruda à segunda divisão - FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Leitura:

Após viver dias difíceis com a perda da esposa, Renata Guido Martelotte, o técnico coral Marcelo Martelotte está de volta ao Santa Cruz para comandar o time no confronto decisivo contra o Ituano, neste domingo (3), pelo quadrangular final do Brasileirão Série C. Em entrevista coletiva neste sábado (2), o treinador afirmou que considera difícil calcular quantos pontos seriam necessários para garantir o acesso do Tricolor do Arruda à segunda divisão, por causa do equilíbrio do grupo do Santa, mas disse que dez pontos podem dar uma segurança ao time, como previsto antes dessa fase da competição. Martelotte ressaltou, porém, que o mais importante será sempre o próximo jogo, que, se vencer, poderá deixar o time “numa condição muito boa”, segundo o treinador, que não descartou mudanças na equipe coral.

> Veja a fase decisiva da Série C no canal por streaming Danz

“A pontuação para classificar diminuiu um pouco dado o equilíbrio que o grupo apresentou até agora. Mas é difícil nós fazermos essa conta. Continuamos na expectativa de que com dez pontos você tenha uma segurança, em termos de acesso, mas, ao mesmo tempo, a gente pensa sempre no próximo jogo como uma decisão. Isso porque vamos jogar na nossa casa contra um adversário muito qualificado, e uma vitória neste domingo nos deixaria numa condição muito boa em busca do nosso objetivo. Então, a conta continua a mesma que fizemos antes da competição, mas pensando que o mais importante será sempre o próximo jogo”, pontuou Martelotte.

Marcelo comentou ainda sobre a situação da cobra coral em casa, onde não vence há três jogos, e apontou que o comportamento do time no último jogo contra o Ituano, em São Paulo, deve ser mantido a fim de reverter essa realidade.

“Mais do que a referência dos últimos jogos em casa, que a gente não venceu, porque cada jogo desse teve um motivo para que a vitória não viesse, trazemos a referência do último jogo contra o Ituano. Acho que aquele é o comportamento que a gente precisa manter. Esse é o espírito que a gente precisa ter novamente, de decisão, de jogo importante no campeonato. Então, essa é a referência. Não precisamos pensar em mudança de comportamento se a gente lembrar do que fizemos lá em Itu”, argumentou Martelotte.

“Os jogos passados aqui, principalmente contra o Vila Nova, sobre o qual a equipe já assumiu suas dificuldades e seus erros, já fazem parte do passado e agora temos uma referência positiva, que foi nossa última vitória, quando mostramos um comportamento e uma atitude completamente diferentes”, emendou.

Mudanças não estão descartadas

Na coletiva, o treinador não revelou a escalação do time que irá a campo neste domingo, mas deixou aberta a possibilidade de fazer algumas alterações na equipe. “Mudanças de peças até podemos fazer. O que não podemos é mudar nossa atitude, nosso comportamento, nosso emocional, nosso espírito de decisão, que foi conquistado numa semana de muito trabalho, conversa e entendimento do quanto isso é importante”, disse o técnico, afirmando que a escalação da equipe só vai ser definida momentos antes da partida.

O Santa Cruz tem quatro pontos, assim como Ituano e Vila Nova. O Brusque, que venceu o Vila Nova por 3x0 no sábado (2), lidera com seis. Apenas os dois primeiros garantem o acesso à Série B.

Comentários

Últimas notícias