CANDIDATURA

Líder de organizada quer ser presidente do Santa Cruz e levar o clube para a Libertadores

Empresário do ramo de higienização, Dody tem 55 anos e chegou ao Tricolor em 1978 para fazer parte das organizadas

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 06/01/2021 às 13:05
Notícia

REPRODUÇÃO/ ACERVO PESSOAL
Dody tem 55 anos. - FOTO: REPRODUÇÃO/ ACERVO PESSOAL
Leitura:

O processo eleitoral do Santa Cruz estava em silêncio desde o final do ano passado, quando o grupo de situação do clube conseguiu, em votação no conselho deliberativo, adiar as eleições para fevereiro. Mas eis que, no meio do nada, chega um candidato novo: Josenildo José da silva, conhecido por Dody.

Empresário do ramo de higienização, Dody tem 55 anos e chegou ao Tricolor em 1978 para fazer parte das organizadas. Com grupo de amigos, montou uma das mais famosas: Santamante. Hoje, ele é presidente da Santa Paz. "Com essa torcida, já viajei para várias cidades do Brasil para acompanhar o time", conta orgulhoso.

Dody disse, em entrevista ao Blog do Torcedor, que sempre teve boa relação com todos os presidentes que passaram pelo Santa Cruz, inclusive Antônio Luis Neto, que, segundo ele, será o candidato da situação. "O pessoal tá colocando foto minha com ele. Mas o tempo passou. Hoje, eu tenho outras propostas para o clube. Respeito todos, mas estou do outro lado", disse Dody, deixando claro que será um candidato da oposição. "Sou sócio e tenho totais condições de ajudar o Santa Cruz. Meu nome tem a mesma dimensão dos demais candidatos", declarou se referindo também ao único candidato confirmado oficialmente, o advogado André Frutuoso.

Projetos

Dody mostra-se indignado com o fato do clube contratar cerca de 70 de jogadores por ano e não formar atletas da casa. "Isso é um absurdo. Só deixa herança maldita", declarou. Garantiu que vai mudar o estatuto, mas de forma democrática e ouvindo todos do clube. A bronca é que, nesse caso, tem liderança no Arruda que vira a cabeça quando se fala em mudar o estatuto.

"O Santa Cruz precisa trazer o sócio de volta. A gente olha assim, para o associado, qual a vantagem que ele tem? Nenhuma. É preciso ter coragem para ousar. Quero ver o Santa Cruz disputar uma Libertadores. Não falo jogar apenas. Falo entrar na competição para disputar", arremata.

Perguntado sobre como ele pensa em fazer para que tudo isso se torne realidade, Dody disse que tem tempo para montar a equipe, fazer o plano de trabalho e ir para a disputa dos votos.

É curiosa mesmo essa disputa eleitoral do Santa Cruz. Frutuoso foi o único que se inscreveu a chapa, enquanto a situação fez barulho e endureceu o jogo até conseguir marcar a eleição para fevereiro. Agora, quando menos se espera, surge Dody, que presidente uma torcida organizada. E nada de Antônio Luiz Neto confirmar chapa. Nem ninguém da situação. Definitivamente, gestão ficou em segundo plano no Arruda.

Comentários

Últimas notícias