EXPANSÃO INTERNACIONAL

De malas prontas para o Oriente Médio: equipe Sub-20 do Santa Cruz disputará amistosos em Dubai

Serão seis amistosos contra equipes dos Emirados Árabes

Carolina Fonsêca
Cadastrado por
Carolina Fonsêca
Publicado em 14/01/2021 às 19:00 | Atualizado em 14/01/2021 às 19:47
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O meia Felipe Cabeleira é um dos atletas que embarca para a sequência de amistosos em Dubai e que tem grandes chances de chamar atenção por lá. - FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Leitura:

O Santa Cruz está de malas prontas para ir aos Emirados Árabes Unidos. Entre os dias 20 e 30 de janeiro, a equipe Sub-20 do Tricolor do Arruda disputará seis amistosos em Dubai a convite de um empresário. A viagem tem como objetivo expandir a marca do time internacionalmente e, eventualmente, negociar algum jogador. A delegação coral que embarca nesta viagem terá cerca de 30 pessoas, entre jogadores, comissão técnica e diretores do clube. 

O grupo deve sair do Recife entre o próximo sábado (16) e o domingo (17), com exceção do treinador Paulo Massaro, que só deixará a capital pernambucana após o jogo decisivo da equipe principal na Série C, contra o Brusque, no próximo domingo. Os jogos acontecem nos dias 20, 22, 24, 26, 28 e 30 de janeiro e o retorno da delegação está previsto para o dia 2 de fevereiro.

A viagem surgiu a partir de um convite feito a Paulo, que é treinador da categoria Sub-23. Ele apresentou o projeto ao clube, que comprou a ideia. "A ideia é expandir o nome do Santa Cruz internacionalmente, um clube centenário. Quem sabe, negociar algum atleta. Fiquei feliz com o convite e feliz em representar o Santa. Sou funcionário do clube, auxiliar da casa e treinador do Sub-23, vou descer uma categoria e representar o Sub-20", contou Massaro. Entre os atletas que compõem a delegação, estão os meias Felipe Cabeleira e João Cardoso e o atacante Léo Gaúcho, que também integraram o elenco profissional do tricolor na temporada de 2020. 

"[Esses três jogadores] podem chamar mais atenção não só pelo estilo de jogo, mas por terem mais de um ano no meio dos profissionais, também com base física, possa ser que venham a ter uma situação um pouco melhor que os demais. Devem largar um pouco mais na frente", revelou o treinador. 

Para Constantino Júnior, presidente do Santa Cruz, a oportunidade vem também como forma de comemorar, ainda que com um pouco de atraso, os 40 anos do troféu Fita Azul. "A gente pensava, até o ano passado, em fazer uma excursão até o Oriente Médio por causa dos 40 anos do troféu Fita Azul e não foi possível. Mas esse ano, com a não disputa da Copinha, a gente teve a Copa do Nordeste Sub-20, que já vem para dar cancha aos nossos atletas. Também existiu esse convite e a gente se mobilizou. Não teremos custo, é uma forma de expandir nossa marca e dar bagagem aos nossos atletas. A ideia é abrir portas para que o clube tenha possibilidade de parcerias lá na frente, com clubes internacionais", disse. 

 

 

Comentários

Últimas notícias