Série C

Santa Cruz: Memórias de acessos dramáticos podem empurrar corais contra Brusque-SC

Equipe coral enfrenta os catarinenses precisando da vitória e dependendo do resultado do jogo Ituano x Vila Nova para voltar à Série B

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 17/01/2021 às 7:00
Notícia

Acervo/JC Imagem
Caça-Rato foi o herói da classificação do Santa Cruz à Série B em 2013, em jogo contra o Betim, no Arruda, diante de 60 mil torcedores - FOTO: Acervo/JC Imagem
Leitura:

Mãos frias, coração acelerado, boca seca. Boa parte dos apaixonados pelo Santa Cruz têm se acostumado a conviver com sinais intensos de ansiedade em dias de jogos que valem acesso. Afinal, em 2011 e 2013, a Cobra Coral protagonizou partidas dramáticas para ascender às Séries C e B, respectivamente. Hoje, às 18h, diante do Brusque no Arruda, não deve ser diferente.

Para voltar à Segundona, o tricolor vai precisa vencer um adversário já classificado. E torcer para que o Ituano-SP, no máximo, ganhe do Vila Nova-GO por um placar inferior ao que obtiver diante dos catarinenses. Ou pelo empate entre paulistas e goianos. 

> Veja a reta final da Série C no canal por streaming Danz

O tricolor é o terceiro do Grupo A do quadrangular da Série C, com cinco pontos, mesma pontuação do Ituano, que fica atrás no saldo de gols (-1x-2). Já o Vila Nova é o segundo, com sete. O Brusque, líder da Chave, tem 9.

Para tentar acalmar o coração, a nação coral pode recorrer às memórias dos acessos de 2011 e 2013. O primeiro talvez um pouco mais simbólico, por representar a retomada do time ao cenário nacional após três quedas de Divisão em sequência - da Série A à D entre 2006 e 2008.

Em 2011 o Santa chegou às quartas de final após classificação dramática nas oitavas. Venceu o Coruripe por 1x0 na ida e segurou o empate com um jogador a menos na volta, em Alagoas, por 0x0. A vaga nas semifinais e, consequentemente, o acesso após três anos de Série D veio em jogo no Arruda, com mais de 60 mil torcedores empurrando o time. Depois de empatar por 3x3 na ida contra o Treze, no Amigão, o Santa Cruz viveu 90 minutos de agonia. Mas contou com noite inspirada do goleiro Tiago Cardoso para segurar o oxo e deixar a Quarta Divisão.

"Esse 0x0 foi um resultado de goleada. Não tem explicação. 0x0 é goleada", disse Tiago Cardoso logo depois da partida.

Dois anos depois, novo acesso de castigar qualquer coração tricolor. Há sete longe da Série B, o Santa Cruz conseguiu subir em partida das quartas de final da Série C no Arruda, novamente diante de 60 mil torcedores. O atacante Flávio Caça Rato foi o herói do jogo.

Por ter vencido a ida por 1x0 o Betim-MG, um empate bastaria para o tricolor voltar à Segundona. O time pernambucano começou abrindo o placar com André Dias no primeiro tempo. Mas Max empatou. Apenas aos 42 minutos da etapa final, CR7 saiu do banco de reservas para mergulhar em cabeçada que levou o Santa Cruz à Série B de 2014.

Comentários

Últimas notícias