Arruda

Santa Cruz joga mal e empata com Salgueiro pelo Pernambucano

A Cobra Coral ainda não venceu com o técnico Alexandre Gallo

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 21/04/2021 às 20:57
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Santa Cruz não conseguiu passar pelo Salgueiro no Arruda - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O Santa Cruz, mais uma vez, não jogou bem na temporada. Em partida muita fraca, a Cobra Coral empatou por 0x0 com o Salgueiro, nesta quarta-feira, no Arruda, pela sétima rodada do Campeonato Pernambucano. O duelo reeditou a final do Estadual de 2020.

Santa Cruz tem apresentação abaixo da crítica contra o Salgueiro

Com o resultado, o Náutico garantiu a primeira colocação da competição e uma vaga na Copa do Brasil de 2022, pois os sertanejos não podem mais alcançar o Timbu, líder com 21 pontos. O time tricolor caiu para quinta posição, nove pontos, enquanto o Carcará se manteve na terceira colocação e foi para dez.

>> Confira as escalações de Santa Cruz x Salgueiro e a transmissão da Rádio Jornal

O próximo jogo do Santa Cruz acontece no domingo, diante do Sete de Setembro, novamente, no Arruda. No mesmo dia, o Salgueiro recebe o Vitória das Tabocas, no estádio Cornélio de Barros. Sob o comando do recém-chegado e técnico Alexandre Gallo, a equipe coral ainda não venceu: perdeu para o Náutico e empatou com o Carcará.

O JOGO

O Santa Cruz começou a partida controlando a posse de bola. Já o Salgueiro priorizou a defesa e ficou esperando um espaço para encaixar o contra-ataque. Como não poderia ser diferente, Chiquinho coordenou a saída de bola da Cobra Coral. No entanto, os tricolores esbarraram na marcação do adversário, quando tentavam criar as jogadas. Tanto que as primeiras oportunidades aconteceram na bola aérea e em chutes de longe.

No decorrer do primeiro tempo, os dois times continuaram com baixa produtividade. Nem mesmo a presença de mais um meia, Marcos Vinícius, ajudou o o Tricolro do Arruda a melhorar neste quesito. O Carcará, então, precisou de uma falha da defesa do Santa Cruz para criar a primeira oportunidade perigosa.

Após a cobrança de tiro de meta de Tanaka, a defesa coral falhou e Tarcísio disparou pela ponta direita de ataque. Ele dividiu com Maxwell dentro da área, que parou no lance, o jogador do Salgueiro caiu, mas levantou, e tocou para trás. Bruno Sena, livre, quase no marca do pênalti, bateu de primeira e mandou por cima do gol. O lance pareceu ter animado o time sertanejo, que foi para o intervalo com mais posse de bola.

Nenhuma descrição disponível.

No segundo tempo, o embate não mudou de cenário. Tanto Santa Cruz quanto Salgueiro seguiram apresentando dificuldade de criação. Ainda mais quando a partida foi se encaminhando para a reta final. Sobrou vontade e faltou qualidade. Do lado coral, muitas bolas alçadas na grande área e passes longos sendo forçados. Quase não foi possível observar lances de coletividade do Tricolor do Arruda. Enquanto o Carcará, mais uma vez, mostrou um futebol longe do observado na última temporada, quando conquistou o título estadual.

Em um erro e lance atrapalhado da defesa do Santa Cruz, Hericlis saiu na cara de Jordan, depois de muita confusão, conseguiu chutar fraco e Willian Alves tirou a bola quase em cima da linha. Depois, o goleiro tricolor ainda precisou entrar em ação para impedir o gol do time sertanejo em outro lance com Hericlis na linha de fundo pelo lado esquerdo.

FICHA DO JOGO - SANTA CRUZ 0X0 SALGUEIRO

Santa Cruz - Jordan; Derley (Ítalo Melo), William Alves, Junior Sergipano e Alan Cardoso; Elicarlos, Marcos Vinícius (Karl) e Chiquinho; Maxwell (Arian), Madson (Marcel) e Léo Gaúcho (Pipico). Técnico: Alexandre Gallo.

Salgueiro - Tanaka; Dadinha, Ranieri, Elenilson e Alan; Bruno Sena, Felipe Baiano, Aruá (Raimundinho) e Tarcísio (Araçoiba); Kelsen (Hericlis) e Adriano Napão (Cássio Ortega). Técnico: Daniel Neri.

Local: estádio do Arruda, Recife. Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos. Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca e Michel Ferreira do Nascimento. Cartões amarelos: Elicarlos e Maxwell (Santa Cruz). Dadinha e Elenilson (Salgueiro).

Comentários

Últimas notícias