Alternativa

Sport aguarda decisão coletiva dos times da Série A sobre redução salarial dos jogadores

Presidente rubro-negro Milton Bivar ressaltou que ainda existem detalhes indefinidos na negociação entre times e atletas

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 26/03/2020 às 19:17
Notícia
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Milton Bivar destacou decisão conjunta entre clubes da Primeira Divisão - FOTO: DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

O Sport vai tomar uma decisão coletiva com os demais clubes da Série A do Campeonato Brasileiro sobre a redução salarial dos jogadores durante a pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o presidente Milton Bivar garantiu que não irá tomar uma decisão em separado. Ele explicou ainda existem alguns pontos abertos na negociação.

O mandatário rubro-negro contou que a aprova a ideia do não pagamento dos direitos de imagem durante a paralisação do futebol. A justificativa dele é que os clubes não estão utilizando os jogadores neste momento. Outro detalhe destacado por ele é a possibilidade de antecipar o período de férias.

LEIA MAIS

Presidente do Sport destaca impossibilidade de contratar atletas em meio ao novo coronavírus: "Parou tudo"

Renê, ex-Sport, faz doação para hospitais do Rio e encabeça campanha para que pessoas façam o mesmo

Náutico e outros 19 clubes da Série B dão férias aos jogadores e funcionários por conta do coronavírus

"Não existe uma decisão nossa. Não vou tomar uma decisão individual. Estou aguardando uma posição da CNC (Comissão Nacional dos Clubes) para tomarmos uma decisão coletiva. Até porque está surgindo a opção do não pagamento do direito de imagem, já que está tudo parado e não estamos usando. Nesse caso, pagando só o valor da carteira de trabalho. Outro detalhe que surge é a opção das férias", afirmou.

"A Série B decidiu liberar 20 dias de férias e prorrogar se necessário. É uma opção. Mas vamos ver como os times da Série A irão decidir o assunto", completou.

SÉRIE B

Em comunicado divulgado, nesta quinta-feira, o Náutico e os outros 19 times da Série B decidiram liberar os jogadores para férias de 20 dias inicialmente. Além dessa, e outras medidas, acertaram a redução de 25% dos salários. A proposta ainda não foi aceita pelos atletas. O entrave gira em torno do direito de imagem.

Comentários

Últimas notícias