Bastidores

Ex-diretor confirma que Diego Souza pediu para ser desconvocado da Seleção para ajudar o Sport

Mesmo com o pedido, Diego Souza não foi desconvocado e desfalcou o Sport em duas partidas na reta final do Brasileirão

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 14/05/2020 às 12:53
Notícia
ACERVO/ JC IMAGEM
Diego Souza é ídolo da torcida rubro-negra. - FOTO: ACERVO/ JC IMAGEM
Leitura:

O meia-atacante Diego Souza deixou o Sport no início de 2018, mas o torcedor rubro-negro não esquece a passagem do ídolo que vestiu a camisa 87 do Leão. Desde que o 'Embaixador da Ilha do Retiro' saiu do clube pernambucano, a torcida leonina em sua maioria sempre sinalizou de forma positiva para um retorno, mas que ainda não aconteceu. Na noite dessa quarta-feira, uma fala de Diego Souza alimentou ainda mais essa relação de carinho entre torcida e o jogador.

Por meio de live no Instagram com o jornalista da BandSports, Amaury Nunes, Diego Souza disse que pediu para ser desconvocado da Seleção Brasileira na reta final do Brasileirão de 2017 para ajudar o Sport. Na época, o então camisa 87 do Leão foi chamado pelo técnico Tite para defender o Brasil nos amistosos contra Japão e Inglaterra, realizado nos dias 10 e 14 de novembro daquele ano. Nesse período, a equipe rubro-negra iria enfrentar Botafogo e Atlético-Goianiense, dois duelos válidos pelas rodadas de número 33 e 34 do Brasileirão de 2017. Na época, o Sport brigava para não cair.

"Eu não falo que deixei o Sport. Eu fui vendido. Tive a oportunidade de sair no meio do ano (2017), mas não saí. Aquele foi um ano bem conturbado e difícil. Aconteceram algumas coisas em que eu não achei o ideal. Vivemos um momento muito difícil naquele ano. Poucos sabem disso, mas eu vou falar. Em 2017, nos jogos da Seleção em que eu fui convocado (reta final do Brasileirão), eu pedi para minha diretoria me desconvocar, porque eu não queria abandonar meus companheiros naquele momento", disse Diego Souza na live.

"A gente vivia um momento muito complicado no campeonato. Pessoas da diretoria podem confirmar. Então eu falei com eles perguntando se teria como ligar e falar com alguém para me desconvocar, porque a gente teria dois confrontos diretos em que eu não poderia perder. Mas aí foi me passado que isso não dava para ser feito e que eu teria ter que viver o momento e que isso seria meio que uma loucura. Aí acabou que eu fui e vivenciei a Seleção Brasileira. Foi algo mágico", comentou o ex-jogador do Sport na live.

LEIA MAIS

Presidente do Sport: "Um dos momentos mais difíceis da nossa história"

Umbro divulga detalhes dos novos padrões e Sport marca lançamento

Patric parabeniza Sport: "a principal força do futebol nordestino"

EX-DIRETOR DO SPORT CONFIRMA

Procurado pela reportagem do Jornal do Commercio, o ex-diretor do Sport Augusto Carreras confirma o que foi falado por Diego Souza. De acordo com o ex-dirigente, o ídolo do Leão procurou ele mesmo para tratar sobre o assunto. "Isso aí existiu. Ele falou comigo. Não deu para desconvocar porque a CBF só desconvoca com um argumento médico ou se for uma final, coisa desse tipo. Depende muito da sensibilidade. Ele foi, se reapresentou contra o Palmeiras lá em São Paulo, dois dias depois dos amistosos. Aí depois desse jogo, faltavam três partidas e ganhamos os três jogos e nos livramos do rebaixamento", disse Augusto Carreras

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias