PAREDÃO RUBRO-NEGRO

Trabalho duro e confiança foram fundamentais para desempenho do Sport, diz Luan Polli

Luan Polli foi o principal jogador do Sport no empate por 0x0 diante do Atlético-MG, no Mineirão

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 25/10/2020 às 0:52
Notícia

EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/AE
Lance da partida entre Atlético Mineiro x Sport, pela Série A do Campeonato Brasileiro, disputado no dia 24-10-2020 - FOTO: EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/AE
Leitura:

Principal destaque do Sport no empate sem gols diante do Atlético-MG, nesse sábado (24), o goleiro Luan Polli falou sobre o trabalho mental que Jair Ventura vem reforçando para o elenco rubro-negro voltar a fazer boas partidas na Série A do Campeonato Brasileiro. O Leão vinha de quatro derrotas seguidas e 12 gols vazados nessas partidas e conseguiu fazer o melhor ataque da competição passar em branco no Mineirão.

"A gente passou um jogo agora sem tomar gol, que era importante para retomar essa confiança e tomar esse ímpeto do grupo. A gente estava buscando isso. Esses resultados adversos estavam acontecendo. Mas a cabeça sempre erguida. Trabalhamos bastante, princialmente o equilíbrio mental, que foi muito o que o professor Jair pediu, e conseguimos um ponto muito importante fora de casa para a sequência do campeonato", exaltou Luan Polli.

Com o desepenho questionado, o goleiro rubro-negro não escondeu os sentimentos sobre as últimas partidas no Brasileirão, ainda relembrando falhas individuais, mas pregando o trabalho duro para voltar a fazer boas atuações nas próximas partidas.

"Oscilações vão existir. Eu não sou máquina, não sou o cara que vai acertar sempre, nem todo o grupo. Costumo dizer que a gente, lá trás, faz um trabalho individual dentro de um coletivo. Mas esses jogos que passaram acabou afetando muito nosso sistema defensivo, pelo número alto de gols que a gente sofreu e principalmente, também, minha falha contra o Botafogo", contou.

"A gente não pode deixar a dúvida entrar na nossa cabeça. Eu, principalmente, sei da minha capacidade, sei o que eu quero e onde eu posso chegar. Sei que trabalho muito para conquistar e fazer o jogo que eu fiz hoje", completou o goleiro. Veja como foi a jornada do Escrete de Ouro no canal da Rádio Jornal no YouTube.

Desempenho contra o melhor ataque

Diferente do Sport, que deu apenas três chutes a gol em todos os 90 minutos mais acréscimos de partida, o Atlético-MG finalizou 25 vezes. Muitos dos chutes, Polli não precisou se esforçar tanto, mas outros contaram com milagres do guarda-redes rubro-negro. Mesmo com a defesa do Leão tendo um bom desempenho, anulando boa parte das jogadas da equipe mineira, o clube pernambucano ainda dependeu da boa atuação do seu goleiro para não sair derrotado mais uma vez.

"Obviamente não gosto de sair como o melhor do jogo. É sinal de que a equipe adversária foi superior à gente. Mas enquanto eu não tomar gol, enquanto eu vir fazendo boas atuações, é mais um ponto conquistado", ressaltou Polli.

Com o resultado, o Sport foi a segunda equipe na Série A que fez o Atlético-MG passar em branco na temporada. A primeira vez havia sido na 5ª rodada, contra o Internacional no Beira Rio. A equipe gaúcha bateu os mineiros por 1x0, com gol de Thiago Galhardo. O Galo tem o melhor ataque da competição com 31 gols marcados. Veja lances de Atlético-MG x Sport em vídeo produzido pelo canal de streaming Dazn.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias