ELEIÇÕES NO SPORT

Por ampla maioria dos votos, Conselho Deliberativo do Sport adia eleições para 2021

Pleito iria ocorrer em dezembro, mas só vai acontecer em 2021

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 30/11/2020 às 11:58
Notícia

ARNALDO CARVALHO/JC IMAGEM
Eleições do Sport vão acontecer apenas em 2021. - FOTO: ARNALDO CARVALHO/JC IMAGEM
Leitura:

A manhã desta segunda-feira foi agitada no Sport. Em pauta, o adiamento das eleições para 2021. Na reunião do Conselho Deliberativo do Rubro-Negro, o martelo foi batido de que o pleito, previsto para acontecer no dia 18 de dezembro, vai ocorrer apenas após o fim da Série A, que termina no dia 24 de fevereiro. Portanto, a expectativa é de que as eleições do Leão sejam realizadas em março. Até o momento, quatro chapas foram inscritas para a realização das eleições.

Vale lembrar que, com o adiamento para 2021, os candidatos que ainda não realizaram suas inscrições podem fazer. O grupo da situação, inclusive, não lançou a chapa até o momento. Milton Bivar seria o nome, mas desistiu de concorrer à reeleição e, além disso, também se licenciou da presidência do clube, ficando apenas na direção de futebol. Quem ficou na presidência do Executivo foi Carlos Frederico, então vice-presidente do Rubro-Negro. O Executivo do Sport vai se pronunciar oficialmente sobre o tema e definirá o cronograma para o pleito que vai ocorrer em 2021.

A reunião começou pouco depois das 9h e teve apresentação do vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Ricardo Sá Leitão. Quem assinou a plataforma de streaming Leão Play. No debate, os quatro candidatos estiveram presentes. Enquanto Delmiro Gouveia e Luiz Carlos Belém se mostraram favoráveis ao adiamento das eleições, Nelo Campos e Eduardo Carvalho votaram contra. Os últimos dois candidatos citados, inclusive, iriam registar suas chapas na sede do clube.

A reunião contou com três opções de votos. A primeira seria manter o calendário eleitoral, a segunda seria o adiamento do pleito e a manutenção do calendário eleitoral e, por último, que foi a mais votada, o adiamento total, com a realização de novos processos.

Comentários

Últimas notícias