CLIMA QUENTE

Candidatos à presidência do Sport, Delmiro Gouveia e Nelo Campos 'trocam farpas' na Rádio Jornal

Os dois candidatos participaram do programa Bate Rebate, apresentado pelo comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 23/02/2021 às 12:54
Notícia

ANDERSON STEVENS E REPRODUÇÃO
Candidatos estiveram presentes no programa da Rádio Jornal. - FOTO: ANDERSON STEVENS E REPRODUÇÃO
Leitura:

Se esportivamente o Sport conseguiu uma permanência até certo ponto tranquila, uma vez que se manteve na Série A com antecedência, os bastidores políticos do clube para as eleições do dia 5 de março seguem agitados. A prova disso é que o clima esquentou entre os candidatos Delmiro Gouveia e Nelo Campos durante entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal. O tema que gerou um debate caloroso foi sobre um desafio que Delmiro lançou para Nelo durante sabatina ao Jornal do Commercio, afirmando que se o ex-diretor de futebol do Leão apresentasse certidões negativas de débito estadual, federal e trabalhista, Delmiro renunciaria. Do contrário, Nelo é quem iria abrir mão da candidatura ao pleito leonino.

Ao ser questionado sobre o assunto, Delmiro afirmou que para ser presidente do Sport precisa ter credibilidade. Além disso, o candidato disse que respeitava Nelo e o conhecia há muito tempo, mas questionou como 'uma pessoa iria gerir o Sport se não consegue tomar conta do próprio negócio. "Lancei o desafio e espero a renúncia dele. Acho que para ser presidente do Sport a pessoa precisa ter crédito e credibilidade. Eu solicitei a certidão negativa de débito trabalhista, certidão negativa de débito estadual e certidão negativa de débito federal", afirmou Delmiro.

"E o por que disso? Nós sabemos que o Sport tem dívidas trabalhistas. Como é que você, que deve na Justiça do Trabalho, pode negociar na Justiça do Trabalho? É um contrassenso. O Sport tem credores de todas as formas. Aí nós sabemos que ele tem cobrança na Justiça de débitos. O Sport precisa de uma gestão de uma pessoa que saiba gerir. Como é que eu vou gerir (o Sport) se eu não consigo gerir o meu próprio negócio?", questionou o advogado e candidato à presidência do Leão.

Em resposta, Nelo Campos disse que estava muito triste com essa situação, pois tinha uma amizade de longos anos com Delmiro e que agora o advogado quer jogar isso na lama, faltando com respeito e, na visão de Nelo, tentando manchar a sua imagem. "Você conhece minha família toda, Ralph. Não quer dizer que a pessoa mais rica ou menos rica é que vai decidir quem será presidente do Sport. Foi um ataque muito baixo, um ataque muito rasteiro. As certidões que o Delmiro fala não são exigidas. Eu não esperava isso. Mais de 30 anos que eu lhe conhecia e não esperava que você (Delmiro) fizesse uma coisa dessa", afirmou Nelo Campos.

"Primeiro que o candidato não tem direito de pedir a renúncia de ninguém, estou cumprindo todos os itens do estatuto. Todas as certidões do estatuto estão lá. Sim, temos uma empresa familiar de mais de 40 anos e no momento estratégico tomamos algumas decisões. Desafio aos empresários, que têm empresas com mais de 40 ou 50 anos, e não estejam ou não tenham tido algum problema no decorrer dos anos. Então isso é uma falta de proposta, de conhecer o Sport, de debater o Sport, coisa que nossa chapa quer debater o Sport.

Ouça o Bate Rebate completo

MAIS FARPAS

Nelo Campos seguiu com o seu discurso afirmando que, sim, tem credibilidade para gerir o Rubro-Negro. O candidato à presidência pelo chapa 'Sport na Raça' também relembrou do seu trabalho como diretor de futebol do clube, afirmando que possuía um bom relacionamento com empresários, presidentes e o elenco. Por fim, destacou que a proposta do seu grupo é trazer uma renovação justa e de verdade para o Sport, e que sua chapa está pronta para o pleito.

"Nunca fui político na vida, mas sabia que isso fazia parte do mundo político. Eu via, não sou burro. Infelizmente na hora que eu quis ajudar o meu clube tive que me expor para levar certas decepções. Eu já mandei para a imprensa todas as certidões e também para a Comissão Eleitoral, que já deu ok. Nossa chapa está apta para votar e ser votada no dia 5 de março. Cada vez que a gente receber uma pancada apresentamos uma proposta. Vou dizer mais uma vez: as certidões que ele fala não são necessárias. As certidões necessárias para cumprir o estatuto do Sport e que um homem de bem precisa estão aí", afirmou o candidato.

Depois que Nelo Campos respondeu, foi a vez de Delmiro Gouveia comentar sobre o tema mais uma vez. De acordo com o advogado e candidato à presidência pela chapa 'Juntos pelo Sport', o assunto não veio à tona para baixar o nível ou algo do tipo, mas sim para discutir o Sport. "Precisamos conhecer a fundo quem vai comandar uma instituição que fatura R$ 100 milhões por anos. Ele não tem as certidões. Então como vai negociar sem ter as certidões trabalhistas? Como é que vai negociar recebendo cobrança de bancos? O Sport precisa ter crédito", afirmou Delmiro, que também disparou afirmando que ele não era renovação nenhuma, pois estava ao lado dos ex-presidentes Arnaldo Barros, João Humberto Martorelli e Gustavo Dubeux.

"Com relação a amizade, eu sempre tive, mas eu tenho que observar o que é melhor para o Sport. Como é que eu vou gerir o Sport, que é uma instituição de terceiro, que não é meu, não é seu e nem de ninguém, se eu não consigo gerar o meu negócio? Isso é um contrassenso. Agora, você não é renovação, porque você está com Dubeux, Arnaldo e Martorelli. Isso é uma falácia", finalizou.

O Sport tem eleições marcadas para o dia 5 de março. Além de Delmiro Gouveia e Nelo Campos, existem mais dois candidatos à presidência do Leão: Milton Bivar, pelo grupo da situação e candidato à reeleição, e Eduardo Carvalho.

Comentários

Últimas notícias