COLUNA DO ESTADÃO

'BNDES sente ventos do mercado financeiro' ao se recusar a bancar novas térmicas a carvão, como quer Bolsonaro

No mundo todo, o mercado sinaliza que não vai mais financiar projetos que não pensem com sustentabilidade, disse o presidente da Frente Parlamentar de Energia Renovável da Câmara, Danilo Forte (PSDB-CE)

ALBERTO BOMBIG
ALBERTO BOMBIG
Publicado em 15/10/2021 às 7:00
Notícia
Fernando Frazão/Agência Brasil
Governo Bolsonaro quer novas térmicas a carvão, mas BNDES nega financiamento - FOTO: Fernando Frazão/Agência Brasil
Leitura:

Presidente da Frente Parlamentar de Energia Renovável da Câmara, Danilo Forte (PSDB-CE) diz que o "BNDES está sentindo os ventos do mercado financeiro" ao se recusar a bancar a renovação do parque de usinas térmicas de carvão mineral no Brasil, como quer Jair Bolsonaro. "No mundo todo, o mercado sinaliza que não vai mais financiar projetos que não pensem com sustentabilidade". A economia verde tem sido protagonista dos debates sobre o futuro das nações, como mostrou a Assembleia-Geral da ONU e a preparação da COP-26.

Planos…

Na mesma direção, o Ceará fechou acordo com mais quatro empresas para a implantação de projetos de hidrogênio verde no Estado. Governadores consultarão nos próximos dias suas Assembleias Legislativas para formalizar o consórcio Brasil Verde.

…em ação

Na Câmara, Forte apresentará projeto para regulamentar as eólicas offshore, que aproveitam ventos do alto-mar, no País. "O Brasil não pode retroagir, precisa apostar na energia limpa."

Bastão passado

Luiz Felipe d'Avila vai anunciar hoje, 15, sua saída do CLP (Centro de Liderança Pública) para se dedicar a sua campanha presidencial pelo Novo. Será substituído por Tadeu Barros, que atualmente é diretor executivo. "Não poderia estar em melhores mãos", diz d'Avila.

Sou você?

Paulo Guedes repete mantra petista ao atribuir o momento ruim da economia brasileira ao cenário externo. Dilma Rousseff lançou mão do expediente para justificar a crise de 2015, causada, na verdade, por sua famigerada Nova Matriz Econômica.

Mudança

Decreto da Prefeitura de São Paulo definiu que caminhões não poderão mais circular pela Marginal do Tietê após a conclusão das obras do trecho Norte do Rodoanel Mário Covas, paradas desde 2018.

Situação

O governo paulista lançou em maio a concessão do trecho de 44 km de extensão. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 2,4 bilhões para um período de 30 anos.

Vale do Paraíba

Izaías Santana, prefeito de Jacareí e histórico do PSDB, declarou voto nas prévias em Eduardo Leite, que cresce na região liderada pelo ex-governador Geraldo Alckmin em São Paulo.

Com...

O Banco da Amazônia (Basa) diz que, ao contrário do publicado pela Coluna na quinta-feira, 14, a Amazoncred, "responsável por seu programa de microcrédito, o Amazônia Florescer Urbano e Rural, não é uma ONG, mas uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, certificada como Oscip".

...a palavra

"Todos os procedimentos administrativos adotados pelo Basa ficam disponibilizados no Diário Oficial da União e no site do banco para acompanhamento pela sociedade e órgãos de controles", diz nota da assessoria do Basa.

Para lembrar

Como mostrou a Coluna, enquanto o governo federal fazia um pente-fino, o Basa se antecipou e abriu licitação para substituir a gestora do programa de microcrédito da instituição, gerido pela Amazoncred, ligada ao PT.

* COM MATHEUS LARA

PRONTO, FALEI!

Onyx Lorenzoni

Ministro do Trabalho e Previdência

"Puxadinho do PT e da esquerda atacando quem produz. Seguem iguais, não aprenderam nada. Criminosos", sobre invasão do MST à Aprosoja, em Brasília.

Comentários

Últimas notícias