COLUNA DO ESTADÃO

Bolsonaristas embarcam em campanha por crianças sem máscaras na volta às aulas

A deputada Caroline De Toni (PSL-SC) compartilhou imagem do grupo "Pais pela Educação SC" que pede esse retorno sem o acessório. A campanha é criticada por educadores

Alberto Bombig
Alberto Bombig
Publicado em 30/12/2021 às 7:00
PIXABAY
Uso de máscara é recomendado para diminuir riscos de infecção por doenças respiratórias - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Bolsonaristas estão apoiando uma campanha para que crianças voltem às aulas sem o uso obrigatório de máscaras. A deputada Caroline De Toni (PSL-SC) compartilhou imagem do grupo "Pais pela Educação SC" que pede esse retorno sem o acessório. De Toni é também autora de um projeto para tentar derrubar a decisão do Supremo de exigir o passaporte vacinal. A campanha é criticada por educadores.

"Mobilização para que as crianças retornem às aulas sem máscaras enquanto sequer temos vacinação para crianças autorizada no País é inacreditável", disse João Marcelo Borges, professor e pesquisador do Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais, da FGV.

VEJA BEM

À Coluna, De Toni disse ser a favor da vacina como um direito, não como uma obrigação. "Defendemos é a liberdade de escolha dos pais e das famílias quanto à vacinação das crianças, e não a obrigatoriedade delas", disse.

FATIA

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) tem defendido uma federação apenas entre os partidos menores da oposição (PCdoB, PSOL, Rede e PV). Sem a participação, portanto, das siglas com grandes bancadas PT e PSB.

FATIA 2

Para Orlando, PT e PSB formariam um "grande polo da centro esquerda", enquanto os menores seriam como um "pilar" da esquerda na política nacional. Para o deputado federal, esse grupo poderia buscar a juventude e ter como porta-vozes lideranças como Manuela d’Ávila (PCdoB), Randolfe Rodrigues (Rede) e Guilherme Boulos (PSOL).

VAI QUE

O deputado federal Vinicius Poit (Novo) começou uma campanha chamada "Fundão Não, Bahia Sim", sugerindo cobrar de políticos que os R$ 4,9 bilhões do fundo eleitoral sejam realocados e destinados à população do Sul da Bahia. "E se disserem que não dá pra mudar a lei, dá pra mudar sim. Quem quer, dá um jeito".

CINEMA NA CAPITAL

O governo do Distrito Federal investiu R$ 150 milhões do Fundo de Apoio à Cultura, incluindo a produção de 22 longas metragens. O montante chama atenção e é maior do que São Paulo e Rio de Janeiro aportaram nessa modalidade neste ano.

SORORIDADE

A coordenadora da bancada feminina, Celina Leão (PP-DF), acredita ter avançado na pauta de gênero em 2021. Foram 59 proposições aprovadas no Congresso no ano, entre eles, dois vetos presidenciais derrubados.

RETROSPECTIVA

A Coluna relembra as melhores ilustrações com os presidenciáveis de 2022 publicadas ao longo deste ano. Hoje, o personagem é João Doria (PSDB-SP).

CORDEL

A corrida do governador pela Presidência começou com a dura disputa das prévias tucanas contra Eduardo Leite (RS) Buscando apoio no Nordeste, na reta final enalteceu suas origens. Em linguagem de cordel, vídeo lembrou que o pai "veio lá da Bahia".

PRONTO, FALEI!

Daniel José

Deputado estadual (Novo-SP)

"Nossa crise econômica é grave. Faltam reformas, combate aos privilégios e responsabilidade fiscal. Mais soluções liberais e menos atraso populista!"

Comentários

Últimas notícias