COLUNA

Novo ministro de Minas e Energia vira temor dos produtores de biodiesel

A ida de Adolfo Sachsida para a pasta de Minas e Energia pode mudar o jogo que já havia sido vencido pelos produtores

Mariana Carneiro
Cadastrado por
Mariana Carneiro
Publicado em 18/05/2022 às 7:00
BRUNO SPADA/MME
Adolfo Sachsida, Ministro de Minas e Energia e Paulo Guedes, Ministro da Economia. - FOTO: BRUNO SPADA/MME
Leitura:

Produtores de biodiesel já preveem que, uma vez esgotado o duelo com a Petrobras, o governo volte as baterias contra o setor e decida antecipar a abertura do mercado para biodiesel importado, o que está previsto para acontecer só no ano que vem. No mês passado, o Ministério da Economia foi vencido neste ponto no Conselho Nacional de Política Energética, mas a ida de Adolfo Sachsida para a pasta de Minas e Energia pode mudar o jogo. Na ocasião, deputados ligados ao agronegócio que fazem parte da base de apoio de Jair Bolsonaro convenceram Bento Albuquerque de que a mudança não ajudaria a baixar os preços e afetaria a cadeia da soja. "O setor está em pânico", disse um deputado, que já recebeu telefonemas de empresários.

AÇÃO

Empresários também rejeitam a ideia de baixar a fração de biodiesel no diesel, hoje em 10%. A Economia chegou a fazer estudos para reduzi-la a 6%. Não avançou devido ao lobby do agronegócio, que é eleitor de Bolsonaro. Dessa vez, deputados dizem que o presidente quer mesmo é baixar o preço do diesel, e outras pautas do setor, como a ampliação do Plano Safra, podem ter preferência.

QUER?

A viagem de Damares Alves com Michelle Bolsonaro a Israel foi vista por políticos do PL como um sinal de que a ex-ministra não está disposta a levar até o fim a candidatura ao Senado, uma vez que se ausentou em fase crítica do fechamento das chapas no DF.

QUER? 

Damares não descarta abrir mão para Flávia Arruda (PL). "A gente vai ver quem mais tem chance. O que não podemos é dividir a direita e deixar a esquerda ganhar", disse.

PONTO

Apesar da reunião da terceira via prevista para hoje ter sido confirmada ontem à noite, Roberto Freire (Cidadania) acredita que o resultado será nulo. "As pesquisas só vão ser analisadas se houver a decisão de que vai ter coligação. Se o PSDB decidir que não terá, não precisa discutir nada". O PSDB ainda não conseguiu decidir.

COMUM

Tucanos dizem que o partido está dividido em três: os que querem João Doria, os que preferem Eduardo Leite e os que optam por uma coligação com o MDB. Os grupos de Doria e Leite se aproximaram recentemente no interesse comum de evitar que o partido escolha alguém de fora da legenda.

TAREFA

Jilmar Tatto deixará a campanha de Lula. A decisão foi tomada em reunião na segunda com Edinho Silva e Rui Falcão, novos chefes da comunicação do petista. Tatto ficará na coordenação de Fernando Haddad.

LAIÁ

Expoentes do pagode paulistano reunidos estão convocando fãs para ato em frente à Câmara Municipal amanhã, pedindo a cassação do vereador Camilo Cristófaro (Avante). Ele fez um comentário racista.

LAIÁ 2

Claudinho de Oliveira (ex-Soweto), Salgadinho (ex-Katinguelê) e Leandro Lehart (Art Popular) chamaram para a mobilização. "Estamos sendo ofendidos recorrentemente", diz Salgadinho na convocação.

PRONTO, FALEI!

José Aníbal, Ex-senador (PSDB-SP)

"Doria é candidato há três anos e tem rejeição altíssima. Bolsonaro também tem alta rejeição, mas tem 30% de intenção de votos. Doria tem três."

Comentários

Últimas notícias