Latam Brasil e Delta Airlines fecham parceria para compartilhamento de voos

A parceria está prevista para começar já no primeiro semestre deste ano

MARWAN NAAMANI/AFP
FOTO: MARWAN NAAMANI/AFP
<p>A Latam Airlines divulgou na quinta-feira, 27, como vai funcionar o acordo de compartilhamento de voos (codeshare) que a unidade brasileira firmou com a empresa norte-americana de avia&ccedil;&atilde;o Delta Airlines. Prevista para entrar em vigor j&aacute; no primeiro semestre deste ano, a parceria ainda precisa ser aprovada por &oacute;rg&atilde;os regulat&oacute;rios.</p><p>Por meio de nota, a Latam Brasil anunciou que o acordo com a Delta ir&aacute; permitir maior &quot;conectividade entre as duas regi&otilde;es, com acesso a 435 destinos ao redor do mundo&quot;.</p><p>Para clientes do Pa&iacute;s, a expectativa &eacute; que at&eacute; o final de junho de 2020, esteja liberado o acesso a mais de 65 destinos para os Estados Unidos e Canad&aacute;.</p><p>J&aacute; para usu&aacute;rios do Latam Pass, programa de fidelidade da empresa, os benef&iacute;cios da parceria passam a valer a partir do dia 1&ordm; de abril. Desta data em diante, ser&aacute; poss&iacute;vel &quot;acumular e resgatar pontos em todos os voos da Delta Airlines, para mais de 300 destinos internacionais&quot;, informa a empresa.</p><p>O acordo firmado pela Latam tamb&eacute;m vai se estender as subsid&aacute;rias Latam Peru, Latam Col&ocirc;mbia e Latam Equador. Ao todo, mais de 74 voos com destino para a Am&eacute;rica do Norte estar&atilde;o dispon&iacute;veis para estes pa&iacute;ses.</p><p>Em troca, clientes da Delta Airlines tamb&eacute;m ter&atilde;o acesso aos programas de milhagem e fidelidade das unidades da Latam envolvidas no acordo.</p><h2>Venda de 20% para a Delta</h2><p>Uma poss&iacute;vel parceria entre as empresas come&ccedil;ou a ser desenhada em setembro de 2019, quando foi divulgada a compra de 20% do grupo Latam pela Delta. A transa&ccedil;&atilde;o foi avaliada em US$ 1,9 bilh&atilde;o.</p><p>Como parte da compra - e do acordo -, a Latam ir&aacute; se retirar da Oneworld, alian&ccedil;a internacional formada por empresas do setor da avia&ccedil;&atilde;o. Sua sa&iacute;da oficial est&aacute; programada para acontecer em 1&ordm; de maio deste ano.</p><p>Para seus clientes, a Latam j&aacute; informou que continuar&aacute; mantendo acordos bilaterais com as companhias British Airways, Cathay Pacific, Finnair, Iberia, Japan Airlines, Malaysia Airlines, Qantas, Qatar Airways, Royal Jordanian, S7 Airlines e SriLankan Airline, todas integrantes da alian&ccedil;a.</p><p>No entanto, a American Airlines - rival da Delta que faz parte da Oneworld - romper&aacute; oficialmente a parceria com a Latam no dia 30 de abril, como parte do acordo.</p><p>Depois da data, a empresa vai come&ccedil;ar a operar com a brasileira Gol (antiga parceira da Delta). Passagens adquiridas ou trocadas at&eacute; esta data &quot;ser&atilde;o mantidas&quot;, informou a Latam.</p>

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias