GRADUAÇÃO

Unicap lança Escola de Ciências Jurídicas com novidades no curso de Direito

Inovações nas Clínicas Jurídicas e no Núcleo de Desenvolvimento Profissional e de Justiça Socioambiental estão entre as mudanças para 2022.1

JC360
JC360
Publicado em 14/12/2021 às 8:03
Divulgação
Escola de Ciências Jurídicas (ECJ) da Unicap traz mudanças para graduação de Direito - FOTO: Divulgação
Leitura:

Inovar na formação em Direito oferecendo novas experiências aos estudantes. A Escola de Ciências Jurídicas (ECJ) da Unicap - que passa a implementar suas mudanças a partir de 2022.1 -, trouxe novidades na formação humana e profissional na área jurídica. Com um corpo docente formado por mestres e doutores, além de profissionais que também atuam como procuradores e juízes, a ECJ busca aliar ainda mais a teoria à prática, fazendo o estudante atuar de forma interdisciplinar com a sociedade.

“A Escola de Ciências Jurídicas da Unicap é uma entidade administrativa que integra a graduação e a pós-graduação, tanto o lato sensu, quanto o stricto sensu. E essa entidade administrativa é fruto de um processo de mudança e inovação que a Universidade Católica fez para atender melhor, e de maneira mais focada e integrada, às necessidades da diversidade que é a universidade traz”, pontua a Karina Vasconcelos, diretora da Escola de Ciências Jurídicas da Unicap. 

JAILTON JUNIOR/JC 360
Karina Vasconcelos, diretora da Escola de Ciências Jurídicas da Unicap, pontua as novidades para 2022.1 - JAILTON JUNIOR/JC 360

O curso, pensado para quem gosta de ser desafiado a criar e a empreender na realidade social, buscando transformar a vida das pessoas mais fragilizadas socialmente, tem duração de cinco anos e busca propiciar a seus egressos a condição de autonomia na realização de um projeto de vida e de carreira, antenado aos novos desafios do século XXI.

“As atividades da Escola irão iniciar a partir do próximo semestre e nós temos diversas inovações a incorporar no curso. Dentre elas, nós estabelecemos um programa de Clínicas Jurídicas integrado ao currículo, inovações quanto ao Núcleo de Desenvolvimento Profissional e de Justiça Socioambiental e também estabelecemos uma nova grade curricular com diversas inovações, principalmente do ponto de vista da inserção de novas disciplinas e também de conteúdos”, detalha Stefano Toscano, coordenador do curso de Direito. 

JAILTON JUNIOR/JC360
Curso conta com corpo docente formado por mestres, doutores, juízes e procuradores, detalha Stefano Toscano, coordenador do curso de Direito - JAILTON JUNIOR/JC360

A cidade como campus 

A complexidade dos desafios, com a pandemia, trouxe demandas antes não imaginadas. E a educação também precisou se adaptar para entender como essas mudanças fariam parte do dia a dia. Além disso, uma formação deve ser pautada em atitudes aliadas à justiça social e ambiental, a humanização, a perspectiva da cidade e sua população. Afinal, a complexidade dos desafios precisa de soluções que atendam essas demandas.

“A formação humanizada é contemplada pela própria perspectiva da instituição [Unicap], em termos de valores e da sua missão. Mas no que tange a formação do aluno, essa formação humanizada significa a inserção dos aprendizes do ponto de vista das necessidades sociais efetivas que nós temos. A universidade precisa estar mais consciente e mais atuante em relação ao seu entorno, não apenas no plano regional, mas também no plano local e, portanto, essas inovações da Escola de Ciências Jurídicas pretendem dar conta dessas necessidades, que agora, mais do que nunca, nós temos a consciência de que precisamos efetivamente trabalhar com elas”, destaca Stefano.

A inovação da Escola de Ciências Jurídicas e do curso de Direito perpassa os espaços e as práticas pedagógicas para alcançar as pessoas. A construção de uma sala de aula que conjuga práticas presenciais e virtuais para uma aprendizagem mais dinâmica e ativa, pautando a cidade como campus.

“Ninguém nasce dissociado. Não somos seres fragmentados e é preciso nos pensarmos dessa maneira integrados, então, todo processo de inovação, ele passa por um processo disruptivo de pensar esse ser integral. Então, a universidade, que nunca esteve desatenção a isso por ser uma universidade comunitária, e como universidade comunitária, ela sempre esteve atenta e preocupada com o seu entorno, está alinhada com a Escola de Ciências Jurídicas e vai buscar mais essa integração para fortalecer do ponto de vista metodológico, esse encontro e essa atuação com a experiência comunitária e prática do aluno”, complementa Karina Vasconcelos. 

Confira mais sobre a Escola de Ciências Jurídicas na Unicap: 

Comentários

Últimas notícias