COVID-19

Vinte e sete pessoas morrem no Irã depois de beber álcool para 'curar' o coronavírus

O Irã é o terceiro país do mundo mais afetado pela epidemia

JC AFP
JC
AFP
Publicado em 09/03/2020 às 15:17
Notícia
ATTA KENARE
Boato fez com que as pessoas acreditassem que bebidas alcoólicas ajudam a curar o novo coronavírus - FOTO: ATTA KENARE
Leitura:

Depois de acreditar em um boato de que bebidas alcoólicas ajudam a curar o novo coronavírus, 27 pessoas beberam álcool adulterado e morreram intoxicadas, no Irã. A informação é da agência oficial iraniana Irna.

>> OMS: número de países com casos de coronavírus ultrapassa 100, com 3.584 mortes 

Segundo a agência Irna, 20 pessoas morreram na província de Khuzestán (sudoeste) e as outras sete na província de Alborz, perto da capital Teerã.

O Irã é o terceiro país do mundo mais afetado pela epidemia, depois da China e da Itália, com um saldo até agora de 237 mortos.

O consumo e a venda de álcool são proibidos no Irã, mas a mídia local frequentemente fala sobre intoxicações mortais com álcool de contrabando.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias