ESPERANÇA

Vacina contra o novo coronavírus começa a ser testada em humanos, nos Estados Unidos

Das 100 vacinas contra a covid-19 em desenvolvimento, 20 começarão a ser testadas em humanos

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 06/05/2020 às 20:12
Notícia
ABR
Caso alguma das vacinas façam efeito, pode ser liberada entre setembro e dezembro deste ano - FOTO: ABR
Leitura:

JC
Boa notícia - JC

Em meio à pandemia desenfreada do novo coronavírus, que já infectou milhões de pessoas no mundo inteiro, uma notícia boa traz esperança de vitória contra o vírus. É que existem mais de 100 vacinas contra a doença que estão em desenvolvimento. Desse total, pelo menos 20 começam a ser testadas em humanos ainda neste ano.

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://i.ytimg.com/vi/0yAfoUkyUUo/hqdefault.jpg', 'id_midia_tipo':'4', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'0yAfoUkyUUo', 'cd_midia':8120557, 'ds_midia_link': 'https://www.youtube.com/watch?v=0yAfoUkyUUo&feature=youtu.be', 'ds_midia': 'Corrida por vacina para Covid-19 se acelera

Com mais de 100 projetos iniciados e uma dúzia de ensaios clínicos, o mundo espera ter uma vacina eficaz contra a Covid-19 dentro de alguns meses. A doença que desencadeou pesquisas maciças em tempo recorde.', 'ds_midia_credi': 'AFP', 'ds_midia_titlo': 'Corrida por vacina para Covid-19 se acelera

Com mais de 100 projetos iniciados e uma dúzia de ensaios clínicos, o mundo espera ter uma vacina eficaz contra a Covid-19 dentro de alguns meses. A doença que desencadeou pesquisas maciças em tempo recorde.', 'cd_tetag': '10', 'cd_midia_w': '420', 'cd_midia_h': '315', 'align': 'Left'}

Por causa da urgência que a pandemia exige, as empresas farmacêuticas tentam fazer verdadeiros milagres na ciência, como Pfzer e BioNTech, que, na última terça-feira (05), começaram seus testes de imunização em pessoas saudáveis nos Estados Unidos.

>> Saiba tudo sobre o novo coronavírus

Para determinar padrões de segurança, a imunogenicidade e nível ideal de dosagem, as duas companhias testam quatro opções de vacina contra o coronavírus, neste primeiro momento. As imunizações atuam a partir de RNA mensageiro (mRNA). De acordo com os desenvolvedores, caso uma das injeções venha a funcionar, haverá capacidade de o produto ser disponibilizado entre setembro e dezembro deste ano.

O programa de desenvolvimento das empresas citadas acima envolve quatro candidatas a vacina. Cada uma delas representa uma combinação diferente de formato do RNA mensageiro (mRNA) e do antígeno alvo, ou seja, diferentes partes do coronavírus SARS-CoV-2 que estão no foco da pesquisa. Desse jeito, é possível examinar os candidatos ao mRNA de forma oficial e simultânea, identificando o candidato mais seguro e eficaz em uma quantidade maior de voluntários.

O primeiro grupo a ser testado com as vacinas experimentais é formado por pessoas saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. O grupo vai receber vacinas nas escolas de medicina da Universidade de Nova York e da Universidade de Maryland, ambos ficam nos Estados Unidos, de acordo com os desenvolvedores Pfizer e BioNTech, em um comunicado.

"Esperamos avançar de forma rápida e colaborativa com nossos parceiros da BioNTech e autoridades reguladoras para levar uma vacina segura e eficaz aos pacientes que mais precisam. O curto prazo de menos de quatro meses em que fomos capazes de passar de estudos pré-clínicos para testes em humanos é extraordinário e demonstra ainda mais nosso compromisso de dedicar nossos melhores recursos da classe, do laboratório à fabricação e além, na batalha contra a covid-19", destacou o presidente e CEO da Pfizer, Albert Bourla.

O diretor da Pfizer, Mikael Dolsten, diz que a linha do tempo para o desenvolvimento das vacinas que combatem a covid-19 é sem precedentes, já que o processo levaria anos de estudos.

Acho que isso nunca aconteceu na história das vacinas modernas
Mikael Dolsten - Diretor da Pfizer

Depois dos primeiros estudos, adultos mais velhos também vão ser imunizados, mas com as imunizações que apresentarem melhor resultado no teste com os mais jovens, dando prosseguimento às pesquisas.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu e-mail sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

PIXABAY
O novo coronavírus já fez milhões de vítimas ao redor do mundo - FOTO:PIXABAY
JC
Boa notícia - FOTO:JC

Comentários

Últimas notícias