BERÇO DA PANDEMIA

Wuhan registra primeiro caso de COVID-19 em mais de um mês

Este é o primeiro caso reportado na cidade desde 3 de abril

AFP
AFP
Publicado em 10/05/2020 às 11:58
Foto: Nicolas Asfouri/AFP
A cidade chinesa de Wuhan é apontada como epicentro do vírus - FOTO: Foto: Nicolas Asfouri/AFP
Leitura:

A China elevou neste domingo o nível de risco epidemiológico em Wuhan, depois de descobrir um caso de COVID-19, o primeiro em mais de um mês na cidade que foi o berço da pandemia no final de 2019.

Um novo caso de COVID-19 foi registrado na grande metrópole do centro do país, particularmente afetada pelo vírus e que permaneceu mais de dois meses em confinamento estrito, anunciou neste domingo a Comissão Nacional de Saúde. Este é o primeiro caso reportado na cidade desde 3 de abril.

O infectado é um homem de 89 anos que mora no distrito de Dongxihu, ao noroeste de Wuhan, segundo as autoridades locais. O nível de risco epidemiológico neste bairro foi elevado de "pequeno" para "médio".

Wuhan era considerada uma zona de risco "pequeno" desde o fim da quarentena em 8 de abril e as atividades começaram a ser retomadas progressivamente. Os estudantes do último ano do ensino médio retornaram às aulas na quarta-feira - todos de máscaras e respeitando as medidas de saúde estritas - após quatro meses de férias forçadas devido ao vírus.

Além do caso em Wuhan, a China registrou neste domingo 13 novos contágios de COVID-19 em seu território. É a primeira vez desde 1 de maio que o país anuncia um aumento de dois dígitos do número de contaminações em 24 horas. A maioria dos novos casos aconteceu na região nordeste do país, onde a cidade de Shulan foi colocada em quarentena.

No sábado, a China admitiu que a COVID-19 revelou "lacunas" em seus sistemas de saúde e prevenção de doenças infecciosas, no momento em que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, critica a maneira como Pequim administrou a crise.

 

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

Comentários

Últimas notícias