atrito

Moscou nega acusações de Merkel contra hackers russos

"Cinco anos se passaram, mas nenhum fato concreto foi fornecido", afirmou o ministro das Relações Exteriores da Rússia

AFP
AFP
Publicado em 15/05/2020 às 8:41
Notícia
Foto: AFP
Angela Merkel - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A Rússia rejeitou as acusações do governo alemão de que hackers russos teriam tido a chanceler Angela Merkel como alvo em 2015 - disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov. "Cinco anos se passaram, mas nenhum fato concreto foi fornecido [para apoiar essa tese]", afirmou Lavrov em uma entrevista coletiva virtual, rebatendo as acusações da chanceler alemã.

Na quarta-feira (13), Merkel disse ter "provas" das "escandalosas" tentativas de hackers russos, que tiveram como alvo o Parlamento alemão e o Ministério das Relações Exteriores em 2015. O ataque ao Bundestag foi atribuído ao GRU, o serviço de Inteligência militar russo. Ao mesmo tempo, os hackers teriam obtido dados pessoais em um serviço de mensagens da chanceler. "Não há fatos que demonstrem algo contra a Rússia", insistiu Lavrov.

>>Hackers divulgam suposto exame de Bolsonaro após invadirem sistema do Exercito

Merkel também denunciou a estratégia de "distorção dos fatos" de Moscou e alertou que a Alemanha se reserva o direito de tomar medidas sobre o caso. A chanceler também se referiu ao assassinato em Berlim, em 2019, de um cidadão da Geórgia de origem chechena. Segundo a Justiça alemã, os serviços russos de Inteligência estão envolvidos neste episódio. O assunto provocou uma crise diplomática entre Alemanha e Rússia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias