ESTUDOS

Agência Europeia de Medicamentos recomenda autorizar o remdesivir contra o coronavírus

A recomendação da agência autoriza o uso do antiviral para adultos e adolescentes a partir dos 12 anos que sofrem pneumonia e precisam de oxigênio, ou seja, "os que estão afetados por uma doença grave"

AFP
AFP
Publicado em 25/06/2020 às 18:25
Notícia
ULRICH PERREY/POOL/AFP
Um estudo da EMA demonstrou que os pacientes com COVID-19 e tratados com remdesivir se recuperam, em média, quatro dias antes que outros enfermos - FOTO: ULRICH PERREY/POOL/AFP
Leitura:

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recomendou nesta quinta-feira (25) a autorização "condicional" do uso do antiviral remdesivir em pacientes afetados pelo novo coronavírus.

"O remdesivir é o primeiro medicamento contra a COVID-19 recomendado para sua autorização na UE", afirma um comunicado do organismo com sede em Amsterdã.

A decisão final deve ser adotada pela Comissão Europeia e a autorização pode ser anunciada na próxima semana, indicou a EMA.

A recomendação da agência autoriza o uso do antiviral para adultos e adolescentes a partir dos 12 anos que sofrem pneumonia e precisam de oxigênio, ou seja, "os que estão afetados por uma doença grave".

Um estudo da EMA demonstrou que os pacientes com COVID-19 e tratados com remdesivir se recuperam, em média, quatro dias antes que outros enfermos.

O remdesivir foi criado pelo laboratório americano Gilead para combater a febre hemorrágica do ebola, sem êxito. Mas durante um teste clínico de grande porte mostrou certa eficácia contra a COVID-19.

O uso do remdesivir em casos de emergência foi autorizado em hospitais dos Estados Unidos e Japão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias