declaração

Morte de George Floyd expõe 'natureza dos EUA', diz líder iraniano Ali Khamenei

"É o que sempre fizeram com o mundo inteiro: Afeganistão, Iraque, Síria, Vietnã repetidas vezes", afirmou líder

AFP
AFP
Publicado em 03/06/2020 às 9:52
Foto: KHAMENEI.IR/AFP/Arquivos
Ali Khamenei fez a declaração nesta quarta-feira (3) - FOTO: Foto: KHAMENEI.IR/AFP/Arquivos
Leitura:

A morte de George Floyd destaca a "natureza dos Estados Unidos" e sua maneira de oprimir os povos do planeta, incluindo o seu - afirmou o líder supremo iraniano, Ali Khamenei, nesta quarta-feira (3). "O fato de um policial pressionar seu joelho, a sangue frio, sobre a garganta de um homem negro até ele perder a vida, e os outros policiais assistirem à cena sem fazerem nada não é novo", disse o aiatolá Khamenei em um discurso transmitido pela televisão.

"É a natureza dos Estados Unidos. É o que sempre fizeram com o mundo inteiro: Afeganistão, Iraque, Síria, Vietnã repetidas vezes. Esse é a linha de ação dos Estados Unidos, é a natureza de seu regime", acrescentou.

"São realidades que sempre estiveram ocultas, camufladas, mas não são novas. O que se revelou hoje e se tornou o lema 'Deixem-nos respirar', lançado por todos os americanos, é a palavra de todos os povos oprimidos pelos Estados Unidos desde sempre", acrescentou o líder supremo.

>>'Blackout Tuesday': indústria musical declara apoio à luta antirracista nos EUA

Morte de George Floyd

A morte em Minneapolis (norte dos Estados Unidos), em 25 de maio, de George Floyd, um homem negro asfixiado por um policial branco, Derek Chauvin, causou nos Estados Unidos uma histórica onda de protestos contra o racismo, a brutalidade policial e as desigualdades sociais.

Comentários

Últimas notícias