DESCULPAS

Andrea Bocelli pede desculpas após criticar lockdown na Itália

Após a repercussão negativa da sua fala, o tenor veio a público pedir desculpas

Larissa Lira
Larissa Lira
Publicado em 29/07/2020 às 16:10
Notícia

REPRODUÇÃO / FACEBOOK
O vídeo foi compartilhado no Facebook do artista - FOTO: REPRODUÇÃO / FACEBOOK
Leitura:

O tenor italiano Andrea Bocelli pediu desculpas, nesta quarta-feira (29), após fazer críticas o lockdown feito pelo governo da Itália. Por vídeo, publicado em seu Facebook, o artista disse que não era sua intenção "causar sofrimento" com a fala. 

Na última segunda-feira (27), ele havia feito duras críticas à condução da crise do coronavírus, além de pedir que as pessoas quebrassem as regras em vigência. “Eu me senti humilhado e ofendido. Eu não podia deixar minha casa mesmo não cometendo nenhum crime”, falou em uma conferência no Senado italiano. 

No pedido de desculpas, Bocelli ofereceu "sinceras desculpas" e citou que toda a sua família contraiu o vírus.  "O intuito do meu discurso era enviar uma mensagem de esperança para um futuro próximo no qual as crianças, em primeiro lugar, possam encontrar novamente um senso de normalidade e esperar viver 'como crianças', brincando e abraçando umas às outras".

Repercussão 

O discurso causou surpresa porque o tenor virou símbolo de esperança e união nos primeiros meses que a pandemia afetou a Europa, ao fazer concerto histórico no domingo de Páscoa, dia 12 de abril, em frente à Catedral de Milão, na Itália, vazia em função das medidas de isolamento social empregadas à época.

Bocelli teve coronavírus em março, dois meses depois de seu País registrar o primeiro caso, e chegou a doar seu plasma para pesquisa.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias