viagem

Por um minuto de atraso, passageiros são obrigados a fazer quarentena na Noruega

O minuto de diferença fez com que o dia mudasse de 7 para 8 de agosto; entenda porque os 158 passageiros precisam ficar em casa por 10 dias

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 12/08/2020 às 10:26
Notícia

Foto: STEPHEN BRASHEAR / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Pelo atraso, os 158 passageiros tiveram que permanecer em casa pelo tempo previsto de 10 dias - FOTO: Foto: STEPHEN BRASHEAR / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Leitura:

Para muitos, atrasar 60 segundos pode não significar nada. Mas para todos os passageiros do voo SK700 com destino a Oslo, capital da Norueguesa, foi um problema. O avião, originário da cidade francesa Nice, pousou 1 minuto após o previsto e todos as pessoas que estavam nele tiveram que fazer quarentena compulsória. O fato foi descoberto pelo jornal NorwayToday.

O minuto de diferença fez que o dia mudasse de 7 para 8 de agosto. E qual o problema? De acordo com as regras do governo norueguês, viajantes oriundos da França, Mônaco, Suíça e República Checa que chegassem do dia 8 em diante teriam que ficar em quarentena obrigatória de 10 dias, como medida de prevenção contra o coronavírus. Pelo atraso, os 158 passageiros tiveram que permanecer em casa pelo tempo previsto.

Os passageiros se adiantaram e chegaram a comemorar terem chegado à meia-noite tem ponto, mas a alegria rapidamente virou decepção. O Ministério das Relações Exteriores norueguês esclareceu a situação usando o FlightRadar24 como prova: o aplicativo de rastreamento aponta que o voo pousou às 0h01, e que também saiu 15 minutos atrasado da França. Quem tinha planos de conhecer a cidade, teve que postergar por mais de uma semana.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias