HTH

Canadá assina acordo com Novavax para garantir 76 milhões de doses de vacina

O país tem um número de óbitos à cima de 9 mil

AFP
AFP
Publicado em 31/08/2020 às 18:02
Foto:Ágata Cristina/Flickr
O país fechou acordo para obter doses da vacina - FOTO: Foto:Ágata Cristina/Flickr
Leitura:

O Canadá anunciou nesta segunda-feira que assinou acordos com as empresas norte-americanas Novavax e Johnson & Johnson para garantir dezenas de milhões de doses de seus projetos de vacinas covid-19, caso sua eficácia seja comprovada.

Os acordos em princípio se somam a outros dois semelhantes que já havia firmado com as empresas americanas Pfizer e Moderna, que permitirão ao Canadá obter até 190 milhões de doses de vacinas experimentais.

Os 76 milhões de doses do projeto NVX-CoV2373 da Novavax da biotecnologia, que acaba de iniciar os testes de fase 2, podem ser entregues no segundo trimestre de 2021 se a vacina finalmente chegar ao mercado.

A Johnson & Johnson se comprometeu a fornecer ao Canadá até 38 milhões de doses de sua vacina candidata Ad26.COV2.S, disse o primeiro-ministro Justin Trudeau em entrevista coletiva.

Os "testes de vacinas mais recentes" dessas duas empresas são "promissores", disse.

"Todos os nossos acordos com Pfizer, Moderna, Novavax e Johnson & Johnson relativos a uma nova vacina permitirão ao Canadá acesso a pelo menos 88 milhões de doses e opções para dezenas de milhões a mais", disse Trudeau.

Cerca de 38 milhões de pessoas vivem no Canadá.

Os ensaios das vacinas experimentais da americana Pfizer e Moderna já estão na fase 3, a mais avançada.

"Queríamos assinar acordos com diferentes empresas porque não sabemos realmente qual será a primeira a desenvolver uma vacina ou de onde ela virá", disse o primeiro-ministro após visitar as novas instalações de biofabricação do Centro de Pesquisa em Terapêutica em Saúde Humana, em Montreal.

A administração de Donald Trump anunciou no início de julho que havia concedido US$ 1,6 bilhão à Novavax para seu projeto de vacina, garantindo aos Estados Unidos a prioridade de 100 milhões de primeiras doses em caso de eficácia comprovada.

A Novavax, de biotecnologia sediada em Maryland, já assinou acordos de parceria ou fornecimento de doses com o Reino Unido, Japão e Índia.

"Estamos avançando no desenvolvimento clínico do NVX-CoV2373 com um forte senso de urgência em nossos esforços para produzir uma vacina que proteja o mundo", disse o presidente da Novavax, Stanley Erck.

Além da Pfizer e da Moderna, outros laboratórios já realizam testes de fase 3, como a britânica AstraZeneca e várias empresas chinesas.

O Canadá acumulou quase 128.000 casos de coronavírus e cerca de 9.150 mortes na segunda-feira.

Últimas notícias