REL

Vaticano inicia julgamento contra dois padres por abuso sexual de um menor

Os suspeitos serão levados a uma outra audiência no final deste mês de outubro

AFP
AFP
Publicado em 14/10/2020 às 17:43
Notícia

FILIPPO MONTEFORTE
Em sua terceira encíclica, de 84 páginas, o pontífice argentino retoma os temas sociais abordados ao longo de sete anos e meio de pontificado - FOTO: FILIPPO MONTEFORTE
Leitura:

Dois padres italianos compareceram, nesta quarta-feira (14), à Justiça do Vaticano, acusados de abuso sexual de um menor em um alojamento para estudantes dentro do território do pequeno Estado, informaram fontes da imprensa.

Os dois acusados compareceram pela primeira vez diante do tribunal para uma audiência relâmpago, que durou oito minutos e na qual foi estabelecido 27 de outubro como próxima data para serem ouvidos.

O padre italiano Gabriele Martinelli é acusado de ter abusado sexualmente de um menor quando era um jovem seminarista e residia no "Pré-seminário San Pio X", localizado dentro do Vaticano, não muito longe da atual residência do papa Francisco.

O outro padre é Enrico Radice, que era reitor do alojamento no momento dos fatos e é acusado de cumplicidade por ter protegido o seminarista.

Os estudantes alojados neste internato eram crianças e adolescentes que estudavam em um colégio privado do centro de Roma e que participavam como coroinhas nas missas celebradas na Basílica de São Pedro.

bur-kv/jz/aa/mr

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias