CORONAVÍRUS

"Nenhum sinal" de contágios após show teste para 5.000 pessoas em Barcelona em março

Espectadores não precisaram respeitar o distanciamento físico, mas utilizaram máscara, e "não há nenhum sinal que sugira que aconteceu uma transmissão dentro do evento"

AFP Julianna Valença
AFP
Julianna Valença
Publicado em 27/04/2021 às 10:55
Notícia
loveoflesbian/Instagram
5 mil pessoas se reúnem na Espanha em show da banda Love Of Lesbian. - FOTO: loveoflesbian/Instagram
Leitura:

Não há nenhum sinal de contágios após o show com 5.000 espectadores celebrado em 27 de março em Barcelona (Espanha), como parte de um teste clínico para buscar formas seguras de celebrar eventos apesar da covid, anunciaram nesta terça-feira os organizadores.

Os espectadores não precisaram respeitar o distanciamento físico, mas utilizaram máscara, e "não há nenhum sinal que sugira que aconteceu uma transmissão dentro do evento", anunciou Josep Maria Llibre, médico do hospital catalão Germans Trias i Pujol.

loveoflesbian/Instagram
Os participantes do evento foram submetidos a um teste de antígenos antes do show e usaram máscaras PFF2 durante o espetáculo. - loveoflesbian/Instagram

De acordo com o médico, foram registrados apenas seis casos positivos, 15 dias depois do show, e os organizadores têm certeza de que "em quatro casos a transmissão não aconteceu durante o evento".

"Com ventilação otimizada, triagem de antígenos e uso de máscara, pode-se garantir um espaço seguro", disse o médico.

O show do grupo Love of Lesbian, um dos principais do cenário musical espanhol, foi promovido por um grupo de festivais e promotores musicais e pelo hospital Germans Trias i Pujol com o objetivo de mostrar que as apresentações podem ser compatíveis com a pandemia.

 

loveoflesbian/Instagram
5 mil pessoas reúnem no estádio olímpico de Palau Sant Jordi, em Barcelona (Espanha), para show. - loveoflesbian/Instagram

"Acredito que, mais uma vez, Barcelona e a cultura barcelonesa estão na vanguarda de uma situação que é nova, que consiste em preservar a atividade cultural com todas as garantias de saúde", celebrou Jaume Collboni, vice-prefeito da cidade.

"O mundo olha para nós, muitas pessoas nos perguntam como fizemos. O trabalho colaborativo foi a chave", disse Angels Ponsa, secretária de Cultura do governo catalão.

A mesma equipe organizou em dezembro um teste piloto deste protocolo em uma casa de espetáculos de Barcelona, com 500 participantes previamente testados para covid. Depois de vários dias, nenhum foi diagnosticado positivo.

O show de Barcelona foi uma das poucas iniciativas do tipo organizadas na Europa. Outro espetáculo similar aconteceu em março na Holanda, com 1.300 pessoas.

 

Retomada em alguns países

Diferente da realidade enfrentada por boa parte do mundo, que está seguindo protocolos de distanciamento para tentar frear a alta de casos de infecção da covid-19, alguns pontos do mundo já avançaram no controle do novo coronavírus e vivem um outro patamar de retomada à normalidade. Como é o caso de alguns países da Oceania, Ásia e Europa. 

A Nova Zelândia, por exemplo, marcou a história ao reunir 50 mil pessoas para o primeiro show realizado desde o começo da pandemia no local. O evento foi realizado no último sábado (24), com milhares de pessoas sem máscaras e nenhum distanciamento social, no Eden Park stadium.

No mesmo continente, na Oceania, a Austrália - considerada um dos países modelos no combate ao enfrentamento da pandemia - reuniu cerca de 51.723 pessoas no estádio Melbourne Cricket Ground, para uma partida de futebol australiano, no dia 25 de março deste ano. Em Melbourne, outro estado australiano, shows de música também já estão liberados.

Com cerca de 56% da população imunizada, Israel também abriu os jogos de futebol ao público. Os eventos podem acomodar até 5 mil pessoas, que precisam comprovar terem sido vacinadas ou apresentar um teste rápido negativo.

loveoflesbian/Instagram
- - FOTO:loveoflesbian/Instagram
loveoflesbian/Instagram
5 mil pessoas reúnem no estádio olímpico de Palau Sant Jordi, em Barcelona (Espanha), para show. - FOTO:loveoflesbian/Instagram
loveoflesbian/Instagram
Os participantes submetidos a um teste de antígenos e usaram máscaras PFF2 - FOTO:loveoflesbian/Instagram

Últimas notícias