Diplomacia

Presidente argentino vai visitar o papa Francisco durante viagem à Europa

Fernández vai visitar também os presidentes de Portugal, Espanha, Itália e França

AFP
AFP
Publicado em 06/05/2021 às 23:37
Notícia
FILIPPO MONTEFORTE/AFP
Papa Francisco - FOTO: FILIPPO MONTEFORTE/AFP
Leitura:

O presidente argentino, Alberto Fernández, fará uma viagem pela Europa, durante a qual manterá encontros com os presidentes de Portugal, Espanha, Itália e França, e visitará o papa Francisco, em um momento em que o país busca um novo acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O presidente viajará três semanas depois de um giro europeu de seu ministro da Economia, Martín Guzmán, que disse à AFP em Paris que conseguiu construir "apoios muito valiosos" para falar das negociações com a Argentina com o Fundo Monetário Internacional.

A Argentina, que recebeu 44 bilhões de dólares do FMI no âmbito de um programa de US$ 57 bilhões assinado em 2018 e cujos primeiros vencimentos estão previstos para este ano, busca um novo acordo creditício com o organismo multilateral.

Também deve enfrentar este ano um vencimento com o clube de Paris da ordem de 2,4 bilhões de dólares.

Fernández tem dito que a dívida herdada do ex-presidente Mauricio Macri (2015-2019) "é impagável" para a Argentina, em recessão há três anos, uma situação agravada pela pandemia, que se aprofundou nas últimas semanas por uma segunda onda de casos de covid-19.

Guzmán integrará a comitiva do presidente argentino, assim como o chanceler Felipe Solá, entre outros funcionários, e a primeira-dama, Fabiola Yañez.

O primeiro destino do presidente peronista de centro-esquerda será Portugal, aonde chegará no domingo para se reunir com o colega, Marcelo Rebelo de Sousa.

Na tarde de segunda, viajará à Espanha, onde encontrará o rei Felipe VI e terá uma reunião de trabalho com o chefe de governo espanhol, Pedro Sánchez, que também vai oferecer um almoço.

Quarta-feira, na França, Fernández terá um encontro pela manhã com empresários e será recebido no Palácio do Eliseu pelo presidente Emmanuel Macron.

No dia seguinte irá ao Vaticano para uma visita ao seu compatriota, o papa Francisco. Em Roma, terá um encontro com o presidente italiano, Sergio Mattarella, e uma reunião com o premier, Mario Draghi.

Na sexta, Fernández retornará à Argentina partindo da capital italiana.


Últimas notícias