CHUVA

Vídeo: Horror na 'linha 5' do metrô durante as inundações na China

Doze pessoas morreram e cinco ficaram feridas na inundação do metrô

AFP
AFP
Publicado em 21/07/2021 às 21:19
Notícia
Handout / Courtesy of Weibo user merakiZz- / AFP
Os passageiros, uns atordoados, outros em pânico, observam a subida do nível da água à sua volta - FOTO: Handout / Courtesy of Weibo user merakiZz- / AFP
Leitura:

Uma mão com as unhas pintadas agarrando a janela de um vagão enquanto uma torrente de água invade o túnel do metrô é uma das muitas imagens de desespero compartilhadas nas redes sociais durante a trágica inundação do metrô da cidade de Zhengzhou, no centro da China.

Doze pessoas morreram e cinco ficaram feridas na inundação do metrô, segundo as autoridades desta cidade da província de Henan, de mais de 10 milhões de habitantes.

Tanto na rede social chinesa Weibo quanto na mídia local, fragmentos desse horror puderam ser vistos: vídeos gravados como um último testemunho diante do pior, com a água na altura do peito dentro de alguns vagões da "Linha 5" lotados na hora do rush.

Os passageiros, uns atordoados, outros em pânico, observam a subida do nível da água à sua volta, com as plataformas submersas pela água turva das enchentes e pais carregando os filhos nos ombros.

 

Em outro vídeo, uma mulher com unhas pintadas aparece empurrando conscienciosamente a janela do vagão, um comovente sinal de descrença com a subida das águas, um sinal de terror diante do inevitável destravamento das portas.

"A água escoava pelas aberturas entre as portas, cada vez mais", relatou outra mulher no Weibo.

Essa pessoa voltava para casa por volta das 17h da terça-feira, quando seu trem parou entre duas estações perto do centro da cidade.

Outro usuário do Weibo contou que foi obrigado a permanecer no vagão após uma tentativa de evacuação malsucedida.

"Na meia hora seguinte, o nível da água continuou subindo dentro do vagão, dos tornozelos até o joelho e depois até o pescoço".

"A energia caiu. Meia hora depois, era difícil respirar", disse ele.

Os sobreviventes dizem que os pais seguravam os filhos acima da água, enquanto o pânico tomava conta do vagão.

De repente, os socorristas quebraram os vidros. A mídia estatal também reportou o resgate de passageiros assustados pelo teto dos vagões.

Um homem chamado Zhang disse à televisão estatal CCTV: "Minha camiseta, minha mochila, tudo que eu poderia tirar, joguei fora. As pessoas ao meu redor se agarraram aos corrimãos enquanto uma dúzia de nós subia (para fora do túnel)".

As fortes tempestades que atingiram Zhengzhou desde sábado causaram esta tragédia.

Foram registrados recordes de precipitações na cidade e arredores, mas nada fazia seus vizinhos pensarem no que iria acontecer.

A rede social foi inundada com mensagens de parentes de residentes de Zhengzhou, preocupados por não receberem notícias deles devido à queda nas comunicações.

"O segundo andar está em risco? Meus pais moram lá, mas não consigo contatá-los por telefone", escreveu uma pessoa.

Comentários

Últimas notícias