RACISMO

Vídeo mostra homem negro sendo arrastado por policiais nos EUA enquanto grita que é paraplégico

Os policiais revistavam Clifford Owensby, 39, em busca de drogas e insistiam que ele devia sair do veículo. O caso aconteceu em Dayton, Ohio, em 30 de setembro, mas só veio à tona nesse domingo (10)

JC
JC
Publicado em 11/10/2021 às 21:40
Notícia
REPRODUÇÃO/DAYTON POLICE DEPARTMENT
"Eles me arrastaram para seu veículo como um cachorro, como um lixo", lembrou Owensby em uma entrevista coletiva no domingo - FOTO: REPRODUÇÃO/DAYTON POLICE DEPARTMENT
Leitura:

Um homem negro denunciou a polícia dos Estados Unidos na Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP, em inglês) após ser arrastado do carro por oficiais enquanto gritava repetidamente "sou paraplégico". O caso aconteceu em Dayton, Ohio, em 30 de setembro, mas só veio à tona nesse domingo (10). As informações são da BBC.

Os policiais revistavam Clifford Owensby, 39, em busca de drogas e insistiam que ele devia sair do veículo. Quando ele recusou, dizendo que não podia mexer as pernas, foi puxado do carro pelos cabelos e pelos braços. O Departamento de Polícia de Dayton diz que agora está investigando o incidente.

“Eles me arrastaram para seu veículo como um cachorro, como um lixo”, lembrou Owensby, em uma entrevista coletiva no domingo.

Já as autoridades dizem que os policiais pararam Owensby porque ele estava dirigindo de uma casa suspeita de envolvimento com drogas. A polícia disse ter encontrado um saco de dinheiro contendo U$ 22.450 (£ 16.500) no carro. Até agora, a vítima não foi acusada de quaisquer crimes relacionados com drogas.

Owensby ainda pede a um oficial que chame um "camisa branca", ou seja, um superior. "O negócio é o seguinte, vou puxar você para fora e depois chamarei um camisa branca", respondeu um policial. À medida que sua frustração aumenta, ele diz: "Você pode cooperar e sair do carro ou vou arrastá-lo para fora do carro. Você vê suas duas opções aqui?" 

A prefeita de Dayton, Nan Whaley, descreveu a filmagem como "muito preocupante". Grupos de direitos civis dizem que também estão investigando o incidente.

“Puxar este homem para fora do carro, pelos cabelos - um paraplégico - é totalmente inaceitável, desumano e coloca uma luz negativa em nossa grande cidade de Dayton, Ohio”, Derrick Foward, da Associação Nacional para o Avanço de Pessoas de Cor local Gente, disse ao Washington Post.

Alguns defenderam as ações dos oficiais, como Jerome Dix, presidente da Ordem Fraternal Dayton da Polícia Lodge 44, que disse que eles "seguiram a lei, seu treinamento e políticas departamentais". “Às vezes, a prisão de indivíduos não cumpridores não é bonita, mas é uma parte necessária da aplicação da lei para manter a segurança pública”, disse Dix ao Dayton Daily News.

Comentários

Últimas notícias