crise

Biden promete fechar gasoduto se Rússia invadir Ucrânia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu nesta segunda-feira (7) "encerrar" a polêmica construção do gasoduto Nord Stream 2, para abastecer a Europa de gás russo, se Moscou invadir a Ucrânia

AFP
Cadastrado por
AFP
Publicado em 07/02/2022 às 23:42 | Atualizado em 08/02/2022 às 4:46
CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
A declaração de Biden foi a mais contundente até agora sobre o futuro do novo gasoduto - FOTO: CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
Leitura:

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu nesta segunda-feira (7) "encerrar" a polêmica construção do gasoduto Nord Stream 2, para abastecer a Europa de gás russo, se Moscou invadir a Ucrânia.

Biden falou juntamente com o chanceler alemão, Olaf Scholz, que recebeu na Casa Branca. Este último manteve-se mais moderado em sua posição e prometeu apenas estar unido ao presidente americano.

A declaração de Biden foi a mais contundente até agora sobre o futuro do novo gasoduto, já concluído, mas que ainda não começou a canalizar gás natural para a Alemanha.

Scholz foi menos claro sobre até onde iria para punir a Rússia se a mesma optasse por um ataque envolvendo seus mais de 100.000 soldados concentrados na fronteira ucraniana por ordem do presidente Vladimir Putin. O chanceler alemão assinalou que ele e Biden estão "absolutamente unidos" em aplicar sanções contra a Rússia e afirmou que os dois não darão "passos diferentes".

Ao ser questionado por jornalistas sobre o Nord Stream 2, Scholz evitou mencionar o gasoduto por seu nome ou confirmar se apoiaria uma eliminação da infraestrutura.

Comentários

Últimas notícias