guerra

Usina nuclear de Chernobyl: Ucrânia acusa exército russo de cortar eletricidade

No domingo (13), as autoridades ucranianas haviam restabelecido o fornecimento

AFP
Cadastrado por
AFP
Publicado em 14/03/2022 às 11:09 | Atualizado em 14/03/2022 às 17:27
SATELLITE IMAGE ©2022 MAXAR TECHNOLOGIES / AFP
Vista aérea da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia - FOTO: SATELLITE IMAGE ©2022 MAXAR TECHNOLOGIES / AFP
Leitura:

A Ucrânia acusou o Exército russo, nesta segunda-feira (14), de ter cortado mais uma vez a eletricidade na central nuclear de Chernobyl, localizada ao norte de Kiev e cenário do pior desastre nuclear do mundo em 1986, e agora sob controle russo.

As autoridades ucranianas afirmaram no domingo que haviam restabelecido o fornecimento de energia elétrica da central, que ainda precisa de energia para garantir a segurança dos elementos combustíveis armazenados.

"Mas antes do restabelecimento completo da energia, as forças de ocupação danificaram a linha que alimenta a central nuclear de Chernobyl", anunciou o operador ucraniano das instalações, o Ukrenergo, no Facebook.

O grupo Ukrenergo afirma que seus técnicos repararam uma linha alta tensão que abastecia Chernobyl e a cidade de Slavutitch. Mas esta linha voltou a sofrer danos e mais funcionários terão que retornar ao local para novos reparos

"Um abastecimento de energia elétrica estável evitará a repetição da catástrofe de Chernobyl", afirmou Ukrenergo.

O reator número 4 da central de Chernobyl explodiu em 1986, provocando o pior desastre nuclear civil da história. O local está coberto por um sarcófago duplo, um construído pelos soviéticos, atualmente danificado, e outro, mais moderno, inaugurado em 2019.

Comentários

Últimas notícias