CRIME

EUA: atirador abre fogo em supermercado em Nova York e deixa pelo menos dez mortos

A informação foi confirmada pelo prefeito Byron Brown em uma coletiva de imprensa

Katarina Moraes
Cadastrado por
Katarina Moraes
Publicado em 14/05/2022 às 19:16 | Atualizado em 14/05/2022 às 20:00
JOHN NORMILE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
CRIME Polícia está tratando o caso ocorrido ontem como "crime de ódio" - FOTO: JOHN NORMILE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
Leitura:

Um homem armado de 18 anos matou pelo menos 10 pessoas e deixou três outras feridas neste sábado (14) em um supermercado em Buffalo, cidade do estado de Nova York, nos Estados Unidos

A informação foi confirmada pelo prefeito Byron Brown em uma coletiva de imprensa. Segundo o gestor, o atirador, branco, teria viajado por horas até o local do crime, que é um bairro predominantemente negro.

Pelo menos cinco corpos sem vida foram encontrados no estacionamento e outros dentro da loja. A agência Reuters disse que 11 das 13 pessoas atingidas eram negras e duas eram brancas.

O jornal local The Buffalo News, ao repassar informações da polícia, informou que o criminoso estava vestido com um colete à prova de balas e armado com um rifle de alta potência.

O FBI investiga o caso como um "crime de ódio" e um "ato de extremismo violento racialmente motivado".

A polícia está investigando se o atirador estava transmitindo ao vivo o ataque, de acordo com o jornal, como foi afirmado nas redes sociais.

"É como entrar em um filme de terror, mas tudo é real. É como o Armageddon", declarou uma fonte policial ao jornal.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, publicou no Twitter que está monitorando o caso e que as autoridades estaduais ofereceram ajuda às autoridades locais.

Comentários

Últimas notícias