ARTIGO

A busca pela realização profissional

"Para alcançar a realização profissional faz-se necessário reunir a motivação e o engajamento voltados para construir algo que se almeja"

Cláudio Sá Leitão
Cláudio Sá Leitão
Publicado em 07/04/2021 às 6:05
PIXABAY
. - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Estamos vivendo momentos difíceis. A insatisfação é geral, motivada pela atual turbulência política e econômica. Apesar do cenário conturbado, muitos esperam que as mudanças aconteçam por iniciativa de outras pessoas. Esquecem que uma atitude proativa pode fazer toda a diferença. Se o momento é difícil, está na hora de cortar os privilégios e de abandonar as situações que tragam apenas vantagens individuais. Cabe a cada um fazer a sua parte. Sempre agindo e pensando de forma consciente do respeito ao próximo e da responsabilidade social, observando as leis do país, mantendo-se íntegro e dando bons exemplos.

Diante disso, a realização profissional se apresenta como um somatório de fatores que não significa necessariamente ter muitos dígitos na conta bancária. O dinheiro é sempre o resultado e nunca o objetivo. É sabido que apenas o dinheiro não faz alguém feliz. Ainda que ele proporcione uma certa tranquilidade e alguns prazeres. Todavia, para alcançar a realização profissional faz-se necessário reunir a motivação e o engajamento voltados para construir algo que se almeja. É fazer algo por prazer a ponto de não ver a hora passar. Para ser um profissional fora da curva, tem que desempenhar bem a sua função, mostrando seriedade, rigor e competência. Além dessas características, são requeridas algumas doses de coragem e de ousadia. Se quer ir longe, a zona de conforto pode ser um grande risco profissional. É comum nos depararmos com bons profissionais que se perdem no meio do caminho, apegados a trabalhos medianos ou com medo de arriscar. Uma das armadilhas para quem busca a realização profissional, é se contentar com o pouco que pode ser conquistado sem ousadia. Acomodação é um grande problema para quem não tem convicção sobre onde deseja chegar na carreira profissional. Para tanto, deve-se manter a busca contínua pelos conhecimentos que precisam ser adquiridos e avaliar os riscos a serem corridos.

Profissionais que adotam essa postura, atuam de forma diferenciada, estão dispostos a se dedicarem aos detalhes e a se entregarem de corpo e alma. Sem falar nos diferenciais do conhecimento, da autoconfiança, da criatividade, da espiritualidade, da estratégia, do relacionamento, da liderança, da capacidade de resolver problemas, da valorização das pessoas e até da sensatez em dizer um "não". Em suma, para aqueles que pretendem seguir esse caminho longo e árduo, o desafio consiste em harmonizar o conhecimento adquirido e os talentos naturais, com foco em sua realização profissional, sem esquecer da essência humana.

Cláudio Sá Leitão, conselheiro pelo IBGC e CEO da Sá Leitão Auditores

 *Os artigos são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do JC

Comentários

Últimas notícias