ARTIGO

O atual José Cavalcanti Neves, ex-presidente da OAB-PE

"E lá se vão 100 anos de uma brilhante história desse pernambucano apaixonado pelas liberdades". Leia o artigo de Ricardo Correia de Carvalho

Ricardo Correia de Carvalho
Ricardo Correia de Carvalho
Publicado em 19/06/2021 às 6:21
Notícia
REPRODUÇÃO/OAB-PE
José Neves presidiu a OAB-PE no período de 1953 a 1971 e o Conselho Federal da OAB no triênio de 1971 a 1973 - FOTO: REPRODUÇÃO/OAB-PE
Leitura:

E lá se vão 100 anos de uma brilhante história desse pernambucano apaixonado pelas liberdades, o nosso sempre Presidente José Cavalcanti Neves, que, no próximo dia 03 de julho, completa seu centenário ainda em vida.

O nosso sempre Presidente, que dirigiu a Seccional Pernambucana da OAB de 1953 a 1971, foi, em sucessivo, guindado à presidência do Conselho Federal como advogado exemplar, tendo sido, até hoje, o único pernambucano a ocupar tão relevante honraria.

Homem íntegro, que nunca aceitou meios termos ou soluções enviesadas, fez-se respeitar nos Palácios da Justiça e frente aos poderosos ao longo de toda sua vida, forjada que foi na altivez e sinceridade de propósitos, qualidades que, a cada dia, parece-nos rarear frente às novas gerações, logo aquelas que deveriam reconstruir a política e a judicatura, tantas vezes carcomidas pelas traças que nada deixam para a sociedade.

Cresci vendo a atuação de José Neves de perto, fosse nos encontros dos advogados pernambucanos, geralmente realizados na cidade de Garanhuns - quando eu ainda era um menino -, ou mesmo no exercício da profissão, através da qual pude assistir de forma privilegiada sua atuação.

O seu exemplo ao longo dessa secular trajetória se faz cada vez mais atual, notadamente quando olhamos para o nosso Brasil - cujo futuro nunca chega -, e nos deparamos muitas das vezes com atores novos, mas com as mesmas práticas que, desde sempre, José Neves foi implacável.

Aos meus filhos - que me deram a honra de seguir a minha profissão e a do meu falecido e honrado pai -, digo sempre que a vida, a cada momento, nos apresenta dois caminhos, e nós sabemos exatamente qual deles seguir, ainda que nem sempre seja o mais fácil.

Seguramente, o maior exemplo de homens como José Neves é o de ser, acima de tudo, justo, deixando-nos a lição sempre atual de que quando tratares com os poderosos que sejas altivo, sem descurar de seres humilde com os necessitados, notadamente quanto àqueles que têm sede de Justiça.

No seu dia, somos que agradecemos.

Obrigado José Neves!

Ricardo Correia de Carvalho, advogado

*Os artigos são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do JC

 

Comentários

Últimas notícias