PASSAGEM

Bilhete do Metrô do Recife sofre último aumento e chega a R$ 4

Tarifa passou pelo último aumento previsto pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU)

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 07/03/2020 às 12:23
Notícia
Bilheterias estão fechadas na Linha Sul. A Estação Largo da Paz é uma delas. Foto: Roberta Soares
Bilheterias estão fechadas na Linha Sul. A Estação Largo da Paz é uma delas. Foto: Roberta Soares
Leitura:

A passagem do Metrô do Recife ficou R$ 0,30 mais cara neste sábado (7). A tarifa, que desde maio de 2019 vem sofrendo reajuste, passou pelo último aumento previsto pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e chegou ao valor de R$ 4.

A série de aumentos foi autorizado pela juíza Maria Edna Fagundes Veloso, titular da 15ª Vara Federal Cível, no dia 22 de abril de 2019, de forma segmentada. A passagem, que anteriormente custava R$ 1,60, no dia 5 de maio de 2019 passou a custar R$ 2,10. O outro aumento foi feito no dia 7 de julho de 2019, em que usuários passaram a pagar R$ 2,60 para utilizar o transporte. Já no dia 8 de setembro, o valor subiu para R$ 3. Em 3 de novembro, a tarifa fechou o ano de 2019 custando R$ 3,40. Em 2020, os passageiros começaram a pagar passagem mais cara a partir do dia 5 de janeiro, quando ela passou a custar R$ 3,70.

Ao todo, o metrô conta com 37 estações e passa pela cidade do Recife e sua Região Metropolitana, como Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e Cabo de Santo Agostinho.

>> Metrô do Recife – Governo de Pernambuco deve R$ 102 milhões à CBTU

Desestatização

O governo federal incluiu a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) no Programa Nacional de Desestatização (PND). A decisão atende a recomendações do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) e consta de decretos presidenciais publicados no Diário Oficial da União (DOU). A CBTU é responsável pela operação do metrô do Recife, além de Belo Horizonte, Maceió, João Pessoa e Natal.

De acordo publicou o Blog MoveCidade, para que o processo de desestatização seja concluído, o metrô do Recife deve passar a ser gerido pelo governo do Estado. A partir daí, o governo de Pernambuco deverá transformá-lo numa concessão pública. A estadualização é prevista na Lei Federal 8.693, de 3 de agosto de 1993, que descentralizou os serviços de transporte ferroviário coletivo de passageiros, urbano e suburbano, da União para os Estados e municípios, conforme evidenciou o Blog.

Acidente

Na manhã do dia 18 de fevereiro, o cenário dos frequentes transtornos com trens quebrados, estações fechadas e falhas nos mais diversos setores, deu lugar ao pânico, correria, usuários feridos, ambulâncias e paralisação da Linha Centro, afetando cerca de 250 mil pessoas. Isto aconteceu devido ao choque entre dois trens, na estação Ipiranga, que fica no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife. O caso ocorreu por volta das 5h40 e pelo menos 62 passageiros precisaram ser socorridos.

Segundo testemunhas, os dois trens seguiam em direção à Estação Recife. Um deles, que veio do ramal Camaragibe, estava parado na plataforma. O outro, do ramal Jaboatão, acabou colidindo na traseira do primeiro. Passageiros ficaram feridos. Alguns chegaram a cair dentro das composições e a desmaiar, devido ao tumulto. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas. Aproximadamente 30 pessoas foram socorridas pelos Bombeiros, enquanto 37 foram pelo Samu, que enviou onze viaturas ao local.

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias