Coronavírus: Funcionários dos Correios apelam para Justiça para terem máscaras e álcool em gel

Sindicato da categoria conseguiu liminar na Justiça que obriga os Correios a disponibilizarem luvas, máscaras e álcool em gel.

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 26/03/2020 às 17:02
Notícia
Foto: Agência Brasil
Funcionários conseguiram liminar que obriga empresa a fornecer equipamentos de segurança - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

Funcionários dos Correios em Pernambuco conseguiram, na Justiça, que a empresa forneça máscaras, álcool em gel e luvas descartáveis para serem usados durante o expediente de trabalho. Preocupado com o avanço do coronavírus e os riscos de contágio, o sindicato ingressou com uma liminar requerendo o material. A juíza Wiviane Maria Oliveira de Souza, da 22ª Vara do Trabalho do Recife, determinou a disponibilização dos equipamentos em um prazo de 72 horas, a contar desta quinta-feira (26), data em que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos foi notificada. Haverá pagamento de multa de R$ 10 mil por cada item da liminar que não for seguido.

"Tivemos que apelar para o Tribunal Regional do Trabalho pois estávamos sem proteção individual. Trabalhamos com o público e precisamos das mínimas condições de segurança. Esperamos que a empresa cumpra a liminar", afirma o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios em Pernambuco, Halisson Tenório. Segundo ele, atuam no Estado cerca de 3.300 funcionários em 400 unidades operacionais.

Na decisão judicial, a juíza exige que haja a disponibilização de material de limpeza para higienização dos ambientes e equipamentos de trabalho. Também lenço de papel, papel toalha, sabão e lixeiras para os trabalhadores e para o público em geral. Outra determinação é a oferta de espaço para lavagem adequada das mãos com água e sabão.

"O maior volume de correspondência que recebemos em Pernambuco vem de grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro, Estados com mais casos de contaminação do coronavírus. Não houve nenhuma orientação, por parte da empresa, de como devemos proceder na triagem das encomendas. Os carteiros é que, por conta própria, sugerem às pessoas, no momento da entrega, que deixem a caixa do lado de fora e higienizem o que receberam", diz Halisson.

PROTOCOLO

Por meio de nota, a Assessoria de Imprensa dos Correios em Pernambuco informou que "os Correios estão seguindo a determinação do decreto nº 10.282/2020 da Presidência da República, que define os serviços postais como essenciais. A empresa está atenta à proteção de empregados e clientes, com protocolos operacionais e profiláticos já disseminados, baseados nas orientações do Ministério da Saúde".

Informou ainda que entre as medidas adotadas pela estatal estão o envio de orientação a todos os empregados quanto aos cuidados básicos de higiene, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde; a disponibilização de álcool gel 70% em locais próximos às estações de trabalho e a intensificação de procedimentos de higienização e limpeza do ambiente e equipamentos.

Comentários

Últimas notícias