campanha de doação

Governo de Pernambuco deverá completar meta de R$ 4,7 milhões em doações e reativar Hospital Alfa para tratar pacientes do coronavírus

A unidade hospitalar terá 100 leitos de UTI e 130 de enfermaria para atender exclusivamente de pacientes com a covid-19

Maria Lígia Barros
Maria Lígia Barros
Publicado em 06/04/2020 às 13:24
Notícia
REPRODUÇÃO/ GOOGLE MAPS
Hospital Alfa está desativado desde 2018 - FOTO: REPRODUÇÃO/ GOOGLE MAPS
Leitura:

Após lançar na última sexta-feira (3) uma campanha para arrecadar R$ 4,7 milhões em doações para reativar o Hospital Alfa, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, o Governo de Pernambuco deverá assegurar os recursos que faltam para atingir a meta. Até o início desta tarde, R$ 1.020.783 havia sido levantado por pessoas físicas e empresas para a causa. Ao JC, o secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, disse que a equipe vai se reunir esta tarde para tomar a decisão.  

Para ampliar os esforços no combate à pandemia do novo coronavírus, o Estado vai abrir 100 leitos de UTI e 130 de enfermaria na unidade hospitalar para tratar exclusivamente de pacientes com a covid-19. A previsão é de ter alguns leitos funcionando a partir da próxima segunda-feira (13), a depender dos fornecedores, afirmou Schwambach.

 O valor aplicado será usado para a compra de equipamentos, como tomógrafo, e de outras instalações estruturais. Veja, no fim do texto, o orçamento completo para esta etapa da reforma. Segundo Schwambach, além dos R$ 4,7 milhões alcançados, o Governo deverá alocar outro aporte ao projeto. “Para botar o hospital para funcionar, tem um investimento muito alto. Parte desses recursos serão do próprio Estado, parte estão vindo de doação”, resumiu. “A gente deverá estar finalizando hoje (segunda-feira) à tarde a contratação de outros serviços”, revelou, mais cedo.

O Hospital Alfa é uma unidade de saúde particular que estava desativada desde 2018. Para poder fazer uso dela, o Governo, fundamentado no decreto de calamidade pública, pediu a requisição administrativa do prédio. “É como se o Estado alugasse o hospital e pagasse o aluguel ao dono. A partir de agora, ele está sob a posse do Estado, que está investindo, gastando dinheiro e contando com doações para fazer reformas”, pontuou.

Quando o hospital voltar a operar, o Imip vai assumir sua gestão, entrando com médicos e outros equipamentos. Como Organizações Sociais (OS), Imip administra ainda o Hospital Metropolitano Norte Miguel Arraes (HMA), em Paulista, e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Olinda, Paulista e Igarassu, sendo remunerado através de contratos. 

A requisição administrativa é válida por quanto durar a operação contra o coronavírus. Depois disso, não se sabe ainda qual destino terá o hospital ou aparelhos adquiridos. “Isso vai ser definido depois. O foco atual é preparar a rede pública para receber os doentes da covid-19”, falou o secretário.

A campanha faz parte da iniciativa Pernambuco Solidário: uma plataforma criada para concentrar campanhas voltadas para a Saúde. “A gente pretende abrir projetos específicos la. O primeiro deles foi o do Hospital Alfa, porque eram necessidades mais urgentes, de ar condicionado, de obra, de gás e de equipamentos para botar o hospital para funcionar”, disse. “No site, vai ter toda a prestação de conta, nota fiscal, tudo bem transparente para que haja essa destinação adequada dos recursos”, explicou.

A fundação do site foi a forma que o Governo encontrou de viabilizar as propostas de ajuda que vem recebido. Para isso, foi assinado um acordo de cooperação com a entidade Porto Social. Na avaliação de Fábio Silva, presidente da organização, os pernambucanos têm dado exemplo de engajamento ao Brasil neste momento de crise. "Muita gente que não olhava para a solidariedade começou a despertar que este é um dos remédios para o tempo que vem pela frente", declarou.

 Veja o orçamento da campanha de arrecadação 

  • Climatização de todo o hospital e aquisição de chillers (resfriadores de água necessários para manter a temperatura): R$ 850.000,00
  • Instalação dos chillers, manutenção de todo o sistema e aquisição de filtros: R$ 550.000,00
  • Instalação de rede de gases medicinais, módulos de ar e vácuo e fornecimento dos gases medicinais: R$ 1.220.000,00
  • Fornecimento de peças e prestação de serviço para funcionamento de 03 geradores de energia: R$ 46.000,00
  • Reativação dos sistemas de hemodiálise e acréscimo de mais pontos: R$ 40.000,00
  • Aquisição de tomógrafo: R$ 1.000.000,00
  • Central de Esterilização de Materiais (execução e manutenção de todos os equipamentos): R$ 880.000,00
  • Conserto de 03 elevadores, incluindo aquisição de peças e serviços: R$ 22.800,00
  • Custos totais: R$ 4.773.800,00

Como ajudar:

A campanha do Alfa pode ter encerrado, mas as arrecadações para outros projetos de Saúde pública continuam. Doações a partir de R$ 5 podem ser feitas pelo site www.pesolidario.com.br ou por depósito para:

ASSOCIAÇÃO INCUBADORA PORTO SOCIAL

(CNPJ: 25.087.812/0001-47)

Banco Bradesco

Agência: 1164

Conta: 50071-2

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Veja a evolução da pandemia em Pernambuco

Acompanhe a situação global

Comentários

Últimas notícias