ALÉM DO ÁTRIO

Igreja da Família arrecada cinco toneladas de alimentos para pessoas prejudicadas com a crise do coronavírus

A ação drive-thru aconteceu no último domingo (06), na sede da igreja, em Jardim São Paulo

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 06/04/2020 às 19:14
Notícia
MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
Campanha aconteceu no último domingo (06) - FOTO: MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
Leitura:

Mesmo em tempos de coronavírus, o último domingo (06) foi marcado pela solidariedade dos membros da Igreja da Família, que tem sede em Jardim São Paulo, Zona Oeste do Recife. É que a instituição religiosa promoveu uma campanha entre os seus membros e congregados para arrecadar alimentos, com a intenção de distribuí-los para famílias carentes prejudicadas pela pandemia do novo coronavírus. O resultado foi surpreendente. É que a igreja, que possui 16 filiais, tanto no Nordeste como no exterior do Brasil, conseguiu juntar cinco toneladas de alimentos. Com o resultado da campanha, cerca de 300 famílias carentes serão beneficiadas.

>> Igreja evangélica faz culto drive-thru na Paraíba

>> Em tempos de pandemia do coronavírus, Igreja do Amor, em Paulista, realiza doações de cestas básicas à famílias afetadas pela crise

>> Após criticar quarentena, Twitter, Instagram e Facebook apagam vídeos do pastor Silas Malafaia

>> Por causa do coronavírus, Universal de Pernambuco realiza seu primeiro culto pela web

Drive-thru

A dinâmica da arrecadação visou, além da solidariedade, a proteção dos doadores e dos arrecadadores, que obedeceram as orientações das autoridades sanitárias e do Ministério da Saúde, que recomendam o distanciamento social para evitar um possível contágio com a covid-19. Por essa razão, a campanha foi feita no estilo drive-thru. Sendo assim, os contribuintes não precisavam sair dos seus veículos para efetuar a entrega. Sempre tinha um colaborador para recolher os alimentos nos veículos e, quando o ato era concluído, as pessoas recebiam uma oração.

MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
Momento de oração - MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA

Para o líder da Igreja da Família, o bispo Paulo Ortencio Filho, a atitude reflete exatamente a missão das igrejas. "A igreja não se resume ao que se vive no templo, mas, principalmente, fora dele", afirmou.

Como discípulos de Jesus, precisamos manifestar essa identidade de forma intencional na sociedade com a finalidade de transformá-la. O que Jesus faria? Temos a resposta: em meio ao caos, as atitudes de Jesus eram sempre para manifestar amor, alimentar a esperança e aquecer a fé
Bispo Paulo Ortencio Filho

Como fazer para doar?

A igreja continua com a campanha. De acordo com o pastor Ricardo Dutra, a arrecadação continua e não só de alimentos, mas produtos de limpeza e higiene pessoal. Para doar, os interessados precisam comparecer à sede da Igreja da Família, na Rua Bragança, 68, em Jardim São Paulo.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu e-mail sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
Momento de oração - FOTO:MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA
Momento de oração - FOTO:MÍDIA/IGREJA DA FAMÍLIA

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias