Pandemia

Emprego de tropa para lockdown em Pernambuco só com aval da Defesa, diz Comando Militar

Comando Militar respondeu à reportagem sobre pedido de suporte mencionado pelo Governo do Estado

Gabriela Carvalho
Gabriela Carvalho
Publicado em 05/05/2020 às 13:49
Notícia
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
O CMNE destacou também que ''é fundamental o entendimento da gravidade da situação e a cooperação das partes envolvidas'' - FOTO: Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Leitura:

Com o final de semana marcado pelo aumento de casos de coronavírus em Pernambuco, o Governo do Estado pediu apoio do Governo Federal para endurecer o isolamento e suporte das Forças Armadas para implementar o lockdown - ou quarentena absoluta. No estado do Maranhão, por exemplo, o lockdown passou a vigorar nesta terça-feira (5), na Região Metropolitana de São Luís, segundo decreto da Justiça.

» Coronavírus: com alta de infectados, Pernambuco pede apoio do governo federal para endurecer isolamento

» Veja como funciona o lockdown no Maranhão, que teve início nesta terça-feira (5)

Em resposta à reportagem do JC sobre pedido de auxílio das Forças Armadas em Pernambuco, a Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Nordeste (CMNE) enviou nota afirmando que qualquer ação demandada que envolva o emprego de tropa estará sendo submetida à consideração do Ministério da Defesa.

"O Comando Militar do Nordeste ressalta seu compromisso com a legalidade e cumpre fielmente o preconizado no Diretriz Ministerial N° 6/2020, de 18 de março de 2020, tendo como objetivo atender às demandas de apoio logístico aos órgãos de saúde e mitigar os impactos à população causados pela pandemia da Covid-19. Quaiquer outras ações demandadas que envolvam emprego de tropa estarão sendo submetidas à consideração do Ministério da Defesa", disse em nota.

Balanço de casos confirmados

Diante de 811 casos da doença confirmados no sábado (2) e mais 498 neste domingo (3), foram 1.309 mil pessoas que testaram positivo para o vírus, em 48 horas, no Estado. A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) divulgou, nesta terça-feira (5), que o Estado confirmou 462 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas.

» Pernambuco tem 462 novos casos e mais 58 óbitos por coronavírus; no total são 9.325 infectados e 749 mortes 

 

» Entenda o que é um lockdown durante a pandemia do coronavírus

Desde o dia 14 de abril, o secretário Estadual de Saúde, André Longo, levanta a possibilidade de lockdown no Estado, mas sempre deixou clara a necessidade de apoio do Governo Federal para se tomar essa medida.

» Parlamentares repercutem possibilidade de lockdown no Grande Recife

“Temos analisado os cenários todos os dias, e é certo que estamos na aceleração da curva. O índice isolamento social poderia estar na casa dos 70% (atualmente permanece na média de 50%). Obviamente é muito difícil pensar no lockdown ou na chamada quarentena absoluta sem o apoio do governo federal e das Forças Armadas. Temos avaliado essa situação diuturnamente o governador, secretários e técnicos para que possamos tomar melhores decisões para Pernambuco”, frisou Longo.

» Condições de isolamento vão ser ampliadas no Recife, diz Geraldo Julio sobre lockdown

» Coluna: Se Estado não articular antes, ajuda federal vira apenas troca de correspondência 

Confira nota na íntegra

O COMANDO MILITAR DO NORDESTE é o órgão responsável pelo preparo e emprego do Exército Brasileiro no âmbito da região nordeste. O Ministério da Defesa, no intuito de possibilitar o enfrentamento à COVID-19 no nordeste brasileiro, criou o Comando Conjunto Nordeste, responsável pelos estados do PIAUÍ, CEARÁ, PERNAMBUCO, ALAGOAS E SERGIPE; o Comando do 2º Distrito Naval, com área de atuação no estado da BAHIA; e o Comando do 3º Distrito Naval, com os estados do RIO GRANDE DO NORTE E PARAÍBA, na sua área de atuação do CMNE.

Neste sentido, estão sendo desencadeadas ações integradas visando reforçar medidas de apoio logístico e prevenção contra o novo coronavírus, em favor da população nordestina, como capacitação dos militares em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear; ações de desinfecção em estação do metrô nos municípios de Recife e Jaboatão dos Guararapes; campanhas de profilaxia; doação de sangue e transporte de alimentos; apoio à vacinação; distribuição de cestas básicas e apoio ao desembarque de materiais de saúde para utilização em hospitais de diversas capitais do nordeste. Outrossim, visando integrar tais ações, foram estabelecidos canais oficiais permanentes de ligação para o acompanhamento no Centro Integrado de Comando e Controle Regional da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco.

Sendo assim, O COMANDO MILITAR DO NORDESTE ressalta seu compromisso com a legalidade e cumpre fielmente o preconizado no Diretriz Ministerial N° 6/2020, de 18 de março de 2020, tendo como objetivo atender às demandas de apoio logístico aos órgãos de saúde e mitigar os impactos à população causados pela pandemia da Covid-19.

Quaiquer outras ações demandadas que envolvam emprego de tropa estarão sendo submetidas à consideração do Ministério da Defesa.

Comentários

Últimas notícias