LOCKDOWN

Em lockdown, centro de São Lourenço da Mata amanhece movimentado apesar de fiscalização e pontos de bloqueio

Junto a Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Camaragibe, o município de São Lourenço da Mata teve circulação de carros e pessoas proibida até o dia 31 de maio

JC
JC
Publicado em 22/05/2020 às 10:27
Notícia
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Os dados estimam que, para cada caso confirmado de coronavírus nas 90 cidades do Brasil onde mais de 200 pessoas foram testadas, incluindo Recife, existem 7 casos reais na população - FOTO: JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Leitura:

O centro de São Lourenço da Mata amanheceu com grande fluxo de pessoas nesta sexta-feira (22), apesar de estar entre as cinco cidades da Região Metropolitana do Recife que são alvo de decreto que proíbe circulação de pessoas e veículos até dia 31 de maio, com intuito de diminuir a contaminação pelo novo coronavírus em Pernambuco. No local, a reportagem encontrou pontos de bloqueio, fiscais e agentes da vigilância sanitária, que fiscalizavam os comerciantes e clientes. As informações são da repórter Isa Maria, da TV Jornal.

Segundo o Painel Índice de Isolamento Social, divulgado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e feito pela empresa de tecnologia In Loco, São Lourenço da Mata ocupa o 15º lugar entre as cidades do Estado com mais respeito à reclusão, com 48,9% dos seus 110 mil habitantes - segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - em isolamento.

Nas primeiras horas do dia, um ponto de bloqueio da Operação Quarentena estava a postos em uma das principais entradas da cidade. Motoristas e motociclistas que entravam ou saiam da cidade eram abordados por agentes da guarda municipal e policiais militares, que verificavam a motivação para circular pela cidade, prática apenas permitida para trabalhadores considerados essenciais.

A feira de frutas e verduras do Centro de São Lourenço teve os dias o horários alterados por conta do decreto. Para evitar aglomerações, agora funciona de terça a sexta, das 5h às 1h da tarde. E no sábado, das 5h as 4h da tarde.

JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM
Movimentação do Centro de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira (22) - JAILTON JÚNIOR/JC IMAGEM

No local, fiscais da prefeitura pediam que as pessoas se afastassem uma das outras, como forma de garantir uma distância mínima segura para evitar a disseminação da covid-19.

Agentes da vigilância sanitária também realizaram o trabalho de dedetização das áreas próximas às bancas. No comércio, a maioria das lojas que não oferecem serviços essenciais estavam fechadas, mas algumas ainda funcionavam de maneira irregular, com a porta entreaberta.

Em frente à Casa Lotérica do Centro, a fila estava enorme. Mas, pelo menos a distância entre uma pessoa e outra estava sendo respeitada.

Olinda

Na quarta-feira, 20, a reportagem do JC esteve no bairro Águas Compridas, em Olinda, o cenário não era o de uma pandemia que havia matado 1.741 pessoas só em Pernambuco, até a terça-feira (19), segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado. Nas ruas, tinham centenas de pessoas, muitas sem máscaras.

Na Estrada do Caenga, foi encontrado um ponto de bloqueio da operação quarentena. No entanto, comerciantes que não atuam com serviços essenciais funcionavam tranquilamente mesmo com a presença de policiais militares, que deixaram o local antes da equipe de reportagem ir embora.

Havia aglomeração de pessoas na fila próxima à casa lotérica do bairro, sem o distanciamento indicado de no mínimo dois metros para conter a covid-19. Nenhum ponto de bloqueio foi visto no caminho entre Águas Compridas e da avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos. A falta de fiscalização também foi notada em Bairro Novo, apesar do fluxo de carros parecer menor.

Jaboatão dos Guararapes

Na terça-feira, 19, o também havia poucos pontos de bloqueio e centro comercial com grande fluxo de pessoas em Jaboatão dos Guararapes. Algumas lojas ainda funcionavam, mesmo não enquadradas como serviço essencial.

Veja como funciona o decreto

Entre os dias 16 e 31 de maio, o rodízio de veículos vai separar as placas terminadas em números pares (circulam nos dias pares) ou ímpares (circulam nos dia ímpares), além da implantação de pontos de controles móveis entre os cinco municípios. Não serão aplicadas multas de trânsito. Os motoristas que desobedecerem à regra, num primeiro momento, serão orientados a voltar para casa. Se insistirem, terão veículo apreendido. Se a desobediência continuar por parte do condutor, as forças policiais poderão ser empregadas, com condução do motorista a uma delegacia. Só poderão circular veículos com até três pessoas, incluindo o motorista, com exceção de socorro médico, por exemplo. 

As exceções, ou seja, quem tem livre circulação, são os profissionais das áreas de saúde, segurança, defesa civil e de uso oficial, além de veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos, ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega.

Para fiscalizar os condutores, serão ativados 34 pontos de fiscalização, sendo 16 em Recife, oito em Olinda e oito em Jaboatão dos Guararapes. Outros dois pontos vão ser instalados em Camaragibe (um) e São Lourenço da Mata (um). A fiscalização será feita em blitz. 

Veja categorias/serviços cujos veículos estão isentos do rodízio 

Artes JC
Veículos que serão isentos do rodízio em Pernambuco - Artes JC

Circulação de pessoas

Para circulação de pessoas, o governo exigirá a apresentação de documento de identificação, além de justificativa do destino e finalidade essencial para a saída. É recomendado às pessoas que precisam sair de casa, que se dirijam a estabelecimentos próximos a suas residências. O Governo do Estado informa também que serão feitas ações de fiscalização e fechamento de estabelecimentos comerciais nas comunidades, além de higienização de ruas e distribuição de kits de higiene. Também haverá entrega de material informativo com reforço da importância do isolamento social.

Obrigatoriedade do uso de máscaras

Todas as pessoas que circulam nas cinco cidades precisarão fazer uso obrigatório de máscaras. Pessoas sem o equipamento, que estiverem em vias públicas, serão orientadas a voltar para suas casas. Nos casos de estabelecimentos comerciais e transporte público, haverá autuação se for constatada a desobediência à nova medida.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias