ANÚNCIO

Recife atendeu 4 mil pacientes com a covid-19 nos hospitais de campanha

Somente pela unidade localizada no bairro dos Coelhos, a maior delas, passaram mil pacientes até esse último final de semana

JC
JC
Publicado em 29/06/2020 às 12:26
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
"Nosso sistema de saúde vem prestando um importante serviço nessa pandemia", defendeu o prefeito - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), anunciou na manhã desta segunda-feira (29) que a capital pernambucana totaliza 4 mil internações nos hospitais de campanha, criados para atendimento exclusivo de pacientes com a covid-19. Até este final de semana passaram mil pacientes pelo maior deles, o centro localizado no bairro dos Coelhos, que tem capacidade de 320 leitos de enfermaria e 100 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O gestor municipal também salientou que 17 mil pessoas já foram curadas da doença no Recife e que já foram feitos 3.700 atendimentos por causas respiratórias pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Recife. "Nosso sistema de saúde vem prestando um importante serviço nessa pandemia", ressaltou o prefeito.

Segundo boletim divulgado nesse domingo (28) pela prefeitura do Recife, o município totaliza 20.578 casos confirmados do novo coronavírus, sendo 12.840 casos leves da doença e 7.738 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave e destes 1.807 morreram.

Desativação de leitos

Em razão da diminuição de demanda nas enfermarias da rede emergencial de saúde, a prefeitura do Recife está reorganizando a distribuição de leitos voltados para pacientes da covid-19. Leitos de baixa complexidade na capital serão desativados para dar reforço nas unidades de tratamento semi-intensivo e UTI.

Serão desmontados sete módulos de 30 leitos cada um, localizados nas policlínicas Campina do Barreto, Barros Lima e Arnaldo Marques, e no Hospital da Mulher do Recife (HMR). O anúncio foi feito em coletiva de imprensa na manhã dessa terça-feira (23).

Plano de Convivência com a covid-19

O governo de Pernambuco ainda não decidiu sobre o avanço da maior parte das cidades do Estado para a quinta etapa do plano de reabertura econômica. O secretário estadual de Saúde, André Longo, informou nessa sexta-feira (26) que o comitê de enfrentamento à covid-19 em Pernambuco vai aguardar a divulgação dos dados da 26ª semana epidemiológica, neste final de semana, para chegar a uma definição na próxima terça-feira (30), provavelmente. A quinta fase prevê, por exemplo, a volta de jogos de futebol profissional, mas sem torcida.

"Devemos ter os primeiros dados da 26ª semana epidemiológica no domingo (28). Não teremos o aumento automático para a quinta fase do plano na segunda-feira (29). Vamos aguardar os dados para tomar a decisão no início da próxima semana, provavelmente na terça-feira (30) devemos fazer um anúncio quanto às atividades previstas na quinta fase. Neste momento, a partir de segunda, fica do jeito que está", explicou o secretário durante coletiva de imprensa.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias