Luto

Pernambuco perde Mauro Arruda, pioneiro nos serviços de cardiologia no estado

Internado há algumas semanas, o médico de 89 anos, trabalhou em importantes hospitais do Recife

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 21/07/2020 às 18:52
Notícia

Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
O médico trabalhava no Real Hospital Português (RHP) - FOTO: Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Leitura:

Faleceu nesta terça-feira (21), em um hospital particular do Recife, o cirurgião torácico e pioneiro nos serviços de cardiologia de Pernambuco, Mauro Arruda. Considerado um dos grandes nomes da cardiologia no estado, Mauro era muito querido no meio médico. A causa do falecimento foi decorrente de uma leucemia mieloide aguda.

Internado há algumas semanas, o médico de 89 anos, trabalhou no Otávio de Freitas e no Real Hospital Português (RHP). 

Colega de profissão, Edgar Victor, relatou que Mauro foi um talento formidável da medicina pernambucana. "Ele começou com cirurgia de pulmão, no [Hospital] Otávio de Freitas ele fazia tórax, logo depois ele saiu de tórax para fazer cardíaca. Ele era um talento formidável", disse.

História 

A moderna cirurgia cardíaca teve início em Pernambuco no início da década de 60, quando o saudoso professor Luiz Tavares da Silva conseguiu reunir no antigo Instituto de Cardiologia da Universidade do Recife, localizado no Hospital Universitário Pedro II, um grupo de cardiologistas e cirurgiões jovens e bem treinados. Durando pouco tempo, haja vista a crise que se abateu sobre as universidades brasileiras, a partir de 1964, culminando com a Reforma Universitária que extinguiu todos os institutos universitários de pesquisa.

Com financiamento bancário, quatro médicos, adquiriram todo o equipamento necessário à cirurgia cardíaca e a primeira aparelhagem de cinecoronariografia do Nordeste e se estabeleceram no Hospital Português. A partir de 1970, grupo representou o grande polo de desenvolvimento da cirurgia cardíaca em Pernambuco. Não apenas mantivemos uma grande atividade assistencial, mas também atividades de ensino, pesquisa e extensão. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias