Celpe

Curso de eletricista da Celpe migra para formato EaD na pandemia

As aulas teóricas acontecerão de forma online e beneficiarão 250 alunos do curso

Jorge Nunes
Jorge Nunes
Publicado em 31/07/2020 às 18:24
Notícia

Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Em Pernambuco, 250 alunos buscam formação em eletricista pela Celpe - FOTO: Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Leitura:

Os cursos à distância alcançaram outro patamar durante o isolamento social causado pela pandemia do coronavírus. O curso para eletricistas promovido pela empresa Neonergia é um dos que migrou para o formato EaD para seguir atendendo os alunos. O curso em questão é uma formação profissional disponibilizada ao público em geral dos Estados onde a empresa possui concessionárias de energia: Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Em Pernambuco o treinamento é feito através da Celpe, que possui parceria com o Senai para formar 250 eletricistas. A migração das aulas presenciais, que precisam ser suspensas em março, para o ensino à distância nesse tipo de curso, que exige muito conhecimento prático, não será completa. Haverá encontros virtuais, mas a formação ainda exigirá aulas práticas presenciais.

 

As aulas consistem na capacitação dos alunos para executarem atividades na rede de distribuição de energia. São 27 turmas, sendo que 20 ainda estavam na parte teórica e puderam retomar as atividades, tendo aulas pela plataforma Google for Education e Microsoft Teams. No caso dos encontros presenciais, serão realizados logos após o término das aulas teóricas, o que deve acontecer nos próximos meses. Segundo a Celpe, serão feitas em ambiente aberto e respeitando todos os protocolos de segurança.

BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Aulas práticas ainda serão necessárias, mesmo com retomada via EaD - BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM

De acordo com a Neoenergia, antes ser dado início às aulas virtuais, os alunos foram consultados pela empresa, e concordaram com as aulas remotas. O jovem João Batista é aluno na unidade de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. Para ele, escola é importante para nos mostrar toda a importância de trabalhar da forma correta e com toda segurança possível. Sobre o ensino remoto, João Batista disse que foi preciso um momento para a adaptação: "As aulas EaD têm sido uma experiência maravilhosa, a plataforma tem tudo que a gente precisa. Tive que me adaptar à nova modalidade."

Assessoria da Celpe
João Batista, aluno da unidade de Serra Talhada. - Assessoria da Celpe

Os professores, por sua vez, não sentiram dificuldade na adaptação já que as aulas remotas já são rotina em alguns cursos oferecidos pelo Senais, como explicou Fred Cezar, responsável pela mediação do projeto entre Senai e Celpe. "É uma coisa rotineira para o Senai, não muda muita coisa daquilo que tínhamos antes da pandemia. Não existe uma diferença com relação ao ganho pedagógico, técnico e de conhecimento", analisou o especialista técnico do Senai-PE.

Escola de Eletricistas

A Escola de Eletricistas é realizada pela Neoenergia desde 2017 e já capacitou 1.330 alunos nos Estados da Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo. Desse total, alunos 768 foram contratados pelas empresas do grupo. Em 2019, a Neoenergia promoveu uma iniciativa pioneira ao criar as primeiras turmas exclusivamente para mulheres, a fim de promover a diversidade e inclusão.

“Queremos oferecer oportunidade a esse público que busca formação profissional em meio à crise para ajudá-los a participarem de processos seletivos e se inserirem com rapidez no mercado de trabalho”, analisou Régia Barbosa, superintendente de desenvolvimento Organizacional e cultura da Neoenergia.

Assessoria da Celpe
João Batista, aluno da unidade de Serra Talhada. - FOTO:Assessoria da Celpe
BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Aulas práticas ainda serão necessárias, mesmo com retomada via EaD - FOTO:BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias