Operação

Homem preso em operação da Polícia Civil no Recife confessa fazer parte do PCC

A operação cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão, além de ter realizado prisões em flagrante

Gabriela Carvalho Vanessa Moura
Gabriela Carvalho
Vanessa Moura
Publicado em 31/07/2020 às 12:09
Notícia

Polícia Civil
Delegada Beatriz Leite, titular da 6° DESEC; delegado Antônio Barros, gestor da DIM; e o delegado Guilherme Kerth, titular da DP de Paulista - FOTO: Polícia Civil
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, nesta quinta-feira (30), a operação de intervenção tática denominada Impacto V,  realizada em toda a Capital e Região Metropolitana do Recife (RMR) com o objetivo de cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão, como também realizar prisões em flagrante com foco na repressão ao tráfico de drogas, homicídios, roubos e porte ilegal de armas de fogo. Seis pessoas foram presas e uma delas confessou fazer parte do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma facção criminosa presente em todo o País. 

Entre os presos estava um casal, que vivia em um flat de luxo em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. O homem afirmou ter relação com o PCC. "Esse casal estava sendo investigado pela delegacia de Piedade. O homem confessou fazer parte do PCC e que no último dia 29 fez a entrega de 20kg de cocaína e de dois fuzis 556 aqui em Pernambuco. Eles trazem armas e drogas de outros estados e fazem a entrega aqui", contou a delegada Beatriz Leite, titular da 6° DESEC.

A Operação foi coordenada pela Diretoria Integrada Metropolitana (DIM) e supervisionada pela Chefia de Polícia Civil.

» Polícia Federal desarticula quadrilha que mandava drogas para Alagoas

"A diretoria da Polícia Civil tem envolvido todas as delegacias seccionais numa única operação. Foram 191 policiais envolvidos nessa última operação e conseguimos realizar 25 prisões. Essas prisões tem o foco no tráfico de drogas, porque é no tráfico que se estimula a prática do homicídio. A rivalidade das quadrilhas de tráfico acaba gerando muitos homicídios e isso é um foco de repressão do Pacto pela Vida', explicou o delegado gestor da DIM, Antônio Barros.

A operação contou com a atuação direta dos dez Delegados Seccionais da DIM e suas equipes das Delegacias Circunscricionais. A Operação IMPACTO V cumpriu seis mandados de prisão, sendo dois por tráfico de drogas, dois pela prática de CVLI, um por crime violento contra o patrimônio e um por violência doméstica.

» Polícia Federal faz operação contra tráfico de armas em oito estados

"Eles (os criminosos) iniciavam a operação comprando documentos roubados ou furtados, então adulteravam esses documentos, tiravam as fotos das pessoas e colocavam fotos de cada um deles. Através desses documentos eles abriam contas em instituições financeiras digitais, solicitavam cartões de créditos, empréstimos e conseguiam esse dinheiro para a 'empresa'", explicou o delegado titular da DP de Paulista, Guilherme Kerth.

Polícia Civil
A operação cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão, além de ter realizado prisões em flagrante - Polícia Civil
Polícia Civil
A operação cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão, além de ter realizado prisões em flagrante - Polícia Civil
Polícia Civil
A operação cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão, além de ter realizado prisões em flagrante - Polícia Civil

Somado ao número anterior, mais 19 criminosos foram autuados em flagrante delito, sendo nove por tráfico de drogas e os demais foram atuados por estelionato, associação criminosa, receptação; totalizando 25 prisões realizadas durante a ação policial.

A operação resultou ainda na apreensão de 3,250 kg e 65 bigs de Maconha, 107 pedras de Crack, seis porções de Cloridrato de Cocaína e uma balança de precisão. Além disso, foram apreendidos documentos falsificados, cartões magnéticos, um revólver calibre 38, oito aparelhos celulares (um deles roubado) e três veículos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias