PANDEMIA

Paulo Câmara se solidariza com as 100 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Pernambuco

Nesta quarta-feira (5), o Estado ultrapassou a marca de 100 mil infectados pelo novo coronavírus

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 05/08/2020 às 19:40
Notícia

HEUDES RÉGIS/GOVERNO DE PERNAMBUCO/DIVULGAÇÃO
Paulo Câmara, governador de Pernambuco. - FOTO: HEUDES RÉGIS/GOVERNO DE PERNAMBUCO/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Pernambuco ultrapassou, nesta quarta-feira (5), a marca de 100 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O Estado confirmou os dois primeiros casos da doença no dia 12 de março e atualmente soma 100.321 mil casos, dos quais 6.758 resultaram em morte. Em quase cinco meses de pandemia, segundo o governo de Pernambuco, foram realizados quase 250 mil testes para detecção da covid-19. "São números expressivos que sempre foram divulgados de maneira transparente pela Secretaria Estadual de Saúde, dentro do compromisso com a precisão, numa situação de muita gravidade, mas sempre em respeito à ciência na vigilância epidemiológica", disse o governador Paulo Câmara. 

>> Pernambuco atinge triste marca de mais de 100 mil casos de coronavírus

>> Recife é a 2ª capital do Nordeste com a maior taxa de mortalidade por covid-19

De fevereiro a agosto, Pernambuco já viveu os mais diversos cenários. Da criação de hospitais de campanha, lockdown e outras restrições até a retomada gradual das atividades econômicas. "Nos solidarizamos com todos que foram contaminados pelo coronavírus e com as famílias daqueles que faleceram em decorrência dessa doença", acrescentou Câmara.

Segundo o boletim divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), nas últimas 24 horas, foram registrados 1.488 novos casos e 41 novos óbitos. A SES, porém, destacou que o aumento de casos neste boletim é devido ao atraso e acúmulo de notificações pelos municípios.

Entre os casos confirmados nesta quarta, 84 (5,6%) são graves e se enquadram na Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Já os outros 1.404 (94,4%) são leves, ou seja, pacientes que não demandam internamento hospitalar e já estão curados ou na fase final da doença.

Dor imensurável

Apesar de atualmente os números diários apresentados pelas autoridades locais serem expressivamente menores do que os registrados nos primeiros meses da pandemia, a crise sanitária ainda não está totalmente sob controle. Ao mesmo tempo, ainda há vidas sendo perdidas para uma doença devastadora. 

O Jornal do Commercio reuniu algumas histórias de famílias que, em meio a toda crise gerada pela pandemia, a dor de perder um ente querido. A matéria completa pode ser lida aqui: 

100 mil casos de coronavírus e a dor imensurável de quem perdeu um ente querido em Pernambuco

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias