Simulação

Confira quais seriam as áreas mais atingidas se a explosão que aconteceu no Líbano fosse no Marco Zero do Recife

Simulação foi feita pelo internauta Arthur Nogueira levando em conta uma distância de 10 Km de destruição

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 05/08/2020 às 23:21
Notícia

REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS
Simulação - FOTO: REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS
Leitura:

Com imagens que circularam o mundo na última terça-feira (4), a explosão que aconteceu no porto de Beirute, capital do Líbano, já soma mais de 100 mortes confirmadas, dezenas de desaparecidos e 4.000 feridos. No Recife, o internauta Arthur Nogueira fez uma simulação usando uma área de destruição de 10 km sobre o mapa da capital pernambucana e utilizando o Marco Zero da cidade como epicentro da explosão.

>> Luto em Beirute após explosões que deixaram mais de 100 mortos

>> Veja com ficou a cidade de Beirute após explosão impressionante no Líbano

Segundo o mapa, os impactos mais devastadores seriam sentidos nos bairros de Santo Amaro, São José, Pina, Graças, Encruzilhada, Derby e Ilha do Leite. Todos esses locais em uma distância de no máximo 5 km do local da detonação. 

Com destruição um pouco menor, porém sendo bastante afetados estariam Boa Viagem, Várzea, Casa Amarela, Água Fria, parte do Ibura e Casa Forte. Entretanto, a destruição não ficaria restrita apenas ao Recife e poderia causar danos também em Olinda chegando à Peixinhos, Alto da Sé e Jardim Brasil. 

Se considerarmos que o barulho foi ouvido a mais de 200 km da costa libanesa, sendo no Recife, o barulho poderia ser escutado no Agreste pernambucano e em mais uma capital nordestina. A que ouviria seria João Pessoa, na Paraíba, que fica a aproximadamente 120 km. Outro estado que também ouviria o estrondo seria Alagoas.

Líbano

Nesta quarta-feira (5), o Líbano pôde ver "uma situação apocalíptica", um dia depois de duas enormes explosões provocadas por toneladas de nitrato de amônio armazenadas no porto da cidade. Segundo o último balanço do Ministério da Saúde, 113 pessoas morreram, dezenas estão desaparecidas, e há mais de 4.000 feridos.

O governador de Beirute, Marwan Aboud, informou que até 300 mil pessoas ficaram sem casa devido aos enormes danos que, segundo ele, afetaram mais da metade da capital libanesa, de dois milhões de habitantes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias