EDUCAÇÃO

Colégio Militar do Recife manterá aulas remotas

Coronel Carlos Azevedo, diretor da escola, afirmou que continuará seguindo decreto estadual sobre suspensão das aulas presenciais

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 16/09/2020 às 21:25
Notícia

REPRODUÇÃO
CMR continuará com ensino remoto por causa da pandemia da covid-19 - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Mesmo depois que o Sistema Colégio Militar do Brasil emitiu um comunicado afirmando que algumas unidades escolares no País voltarão às atividades presenciais na próxima segunda-feira (21), o diretor da Escola Militar do Recife (CMR), coronel Carlos Azevedo, afirmou que a unidade da capital pernambucana continuará utilizando o ensino remoto, por causa do decreto do governo de Pernambuco de manter as aulas presenciais suspensas no Estado até o dia 22 de setembro devido à pandemia do novo coronavírus. "As aulas permanecerão em ambiente virtual de aprendizagem. Nós não retornaremos no dia 21", disse Azevedo.

>> Governo de Pernambuco decide manter aulas presenciais suspensas

Apesar de manter o ensino à distância, o coronel afirmou ao Jornal do Commercio que a unidade de ensino do Recife já adotou todos os cuidados para a prevenção contra a covid-19. "O Colégio Militar do Recife já adotou todas as medidas dos protocolos, desde a utilização da máscara, totens com álcool em gel, capacitação de equipes para sanitização das instalações, aferição de temperatura de todos os que acessam o colégio e sinalização do distanciamento, tanto nos locais de espera, como triagem e região de cantina, como nas salas de aula, aonde o efetivo das turmas foi reduzido pela metade", destacou o diretor.

O coronel Carlos disse ainda que, mesmo depois que o governo do Estado decidir autorizar a volta às atividades presenciais das escolas, haverá um retorno gradual no CMR. "Quando forem liberadas, as aulas terão retorno gradual, para observar os protocolos de segurança", concluiu.

O comunicado a nível nacional, que circulou nesta quarta-feira (16) nas redes sociais, assinado pelo general de divisão Carlos Machado Silva, diretor de educação preparatória e assistencial, informou que "já se passaram mais de 180 dias, desde que os Colégios Militares precisaram suspender suas atividades presenciais". "O ano letivo avançou muito bem, com avaliações e tantas ações desenvolvidas no ensino online. Apesar de todas essas ações empreendidas, nada substitui a presença do estudante na sua Escola. Ali é o seu lugar!", destaca o comunicado.

A diretoria alega ainda que "para um retorno seguro, todos os protocolos sanitários foram testados, ensaiados e revisados. As normas foram rigidamente estudadas e o pessoal do Corpo Permanente está apto a orientar e a acompanhar o cumprimento das medidas decorrentes".

"Nos últimos meses, percorri, pessoalmente, as unidades do Sistema e pude constatar o excelente nível de prontidão em que todas se encontram", assegura Carlos Machado Silva no comunicado.

Confira o comunicado na íntegra

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias